- PUBLICIDADE -

Aumento de fluxo de ônibus de turismo em BC

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Trader Jader Nogueira exibe ganhos milionários e contraria matéria do Fantástico

Publicação na rede social do influenciador viralizou e pessoas se identificaram

Apesar do mês de julho ter sido turisticamente prejudicado em consequência da greve escolar em todo o Estado, pela baixa do dólar motivando as viagens ao exterior e também pelas baixas temperaturas tradicionais do mês de julho, Balneário Camboriú teve bons resultados no turismo. No Portal de Informações Turísticas- PIT, houve aumento de 30.48% na demanda de ônibus de turismo em relação a julho de 2010. No ano anterior, 105 ônibus de turismo entraram na cidade no período, já em 2011 foram 137. O total de 3.937 visitantes estiveram na cidade em julho de 2010, mas neste ano houve grande incremento, com 5.177 turistas passando pelo PIT via ônibus.

A maioria de turistas que vieram a Balneário Camboriú nesse meio de tranporte foi de brasileiros, provenientes dos estados de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Pará e Rio Grande do Sul. Do exterior, os maiores emissores por ônibus foram as cidades de Mar del Plata, Buenos Aires e Mendoza, na Argentina, com um total de 1.266 passageiros.

Movimento no comércio

Segundo a Câmara de Dirigentes Lojistas de Balneário Camboriú, o mês das férias proporcionou movimentação apenas na segunda quinzena. “O período não teve grande aquecimento nas vendas do comércio, mas a economia ficou aquecida. Infelizmente a greve escolar tirou um pouco da movimentação de crianças e jovens do centro da cidade”, analisa Helder Couto Vieira, secretario executivo da entidade. A CDL não contabilizou ainda o percentual de vendas, mas segundo Helder, os setores que mais venderam foram de alimentação e de confecções em geral. A expectativa agora é para o Dia dos Pais. “Nesta data, pode-se aproveitar as liquidações de inverno”, adianta.

Setor Hoteleiro
No setor hoteleiro, a taxa de ocupação caiu 1% referente ao mês de julho do ano passado. Foram 36% em 2010 e 35% neste ano. Para a diretora do setor de hospedagens do Sindicato de Hotéis, Bares e Similares de Balneário Camboriú e região- Sindisol, Dirce Fistarol, o resultado do mês ficou abaixo do esperado. “Isso se deve a vários fatores como tempo muito chuvoso, as greves escolares, a diferença cambial, mas temos esperança que o mês de setembro vai ser melhor”.

Na avaliação do secretário de Turismo, Carlos Humberto Silva, o mês de julho foi diferenciado. Assim como Helder Vieira e Dirce Fistarol, o secretário disse que a falta das férias de muitos estudantes de Santa Catarina fez grande diferença no volume de vendas e hospedagens, mas o resultado apresentado pelo PIT demonstrou que os visitantes continuaram a vir para a cidade. “Certamente, muitos preferiram outros meios de hospedagens, além de fazerem turismo com precaução nos gastos. Foi um reflexo da valorização da nossa moeda e queda do dólar”, complementou.


COMENTE ABAIXO ⬇

Fique bem informado com as notícias do Click Camboriú através do Telegram

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

UniAvan promove plantão de matrículas neste sábado com desconto exclusivo

Novos alunos ganharão desconto de 20% na primeira mensalidade de cursos presenciais; Quem optar por graduação EAD começa a pagar só em julho de 2021
- PUBLICIDADE -
Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.