- PUBLICIDADE -

Homem é carregado no capô durante briga de trânsito na Av. Osvaldo Reis

Discussão iniciou quando motorista quase atropelou pedestre na faixa de pedestre

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Como a cannabis medicinal tem ajudado famosos e não famosos

A Huniq, empresa de cannabis medicinal instalada em Itajaí, é responsável pelo tratamento das quatro histórias apresentadas nessa reportagem

ITAJAÍ – Na tarde desta segunda-feira, 02.mai.2022, por volta das 13h, a Polícia Militar foi acionada para ocorrência de atropelamento na Avenida Osvaldo Reis, na Praia Brava, onde o veículo do agressor teria se evadido do local.

Ao chegar no local, a PM conversou com a vítima, um homem de 22 anos, que relatou que estava dirigindo o seu veículo e parou na faixa para um pedestre passar, e o veículo que vinha no seu lado quase atropelou o pedestre. Ele chamou a atenção e o motorista do outro carro começou a ficar agressivo, desceu do automóvel com uma tranca e começou ameaçá-lo. Depois, bateu com a tranca no carro da vítima.

Após, o autor entrou no carro e atropelou o rapaz, que havia saído do veículo, carregando ele por uma quadra em cima do capô. A vítima, que teve apenas lesões leves, repassou as informações para identificação da placa do veículo, do respectivo proprietário e condutor.

Apesar das diligências realizadas, o condutor não foi localizado pelas guarnições policiais, uma vez que o veículo é emplacado em Curitiba e a proprietária no registro não era a condutora.

Foi lavrado o boletim de ocorrência pelo crime de lesão corporal e anexadas as imagens, a fim de auxiliar a futura investigação que resultará na responsabilização do autor das agressões.


COMENTE ABAIXO ⬇

Telegram: participe do canal do Click Camboriú

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de Balneário Camboriú e região em seu e-mail.

⚠ Confirme na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Imobiliária de Balneário Camboriú aluga imóvel em até 30 dias ou paga o condomínio

A imobiliária promete alugar o imóvel em até 30 dias, ou pagar o condomínio ao proprietário
- PUBLICIDADE -