A personagem Dete Pexera, protagonista da campanha do IPTU 2019
A personagem Dete Pexera, protagonista da campanha do IPTU 2019

O vereador Níkolas Reis (PSB), exercendo seu papel de fiscalizador do executivo, protocolou o Requerimento nº 19/2019, pedindo informações sobre a campanha publicitária do IPTU 2019, mas foi rejeitado com 12 votos contrários e 8 votos favoráveis.

Entre os questionamentos estavam: Qual o custo geral total para o Município da Campanha Publicitária IPTU/2019? Quais os custos com artistas nessa referida Campanha? Quais os custos de produção com agência? Qual o custo geral de veiculação? Em que veículos foi divulgada? E por quanto tempo é cada um dos contratos?

Os vereadores que rejeitaram o requerimento foram: Calinho Mecânico (PP), Celia Filha do Elói (PSD), Dulce Amaral (PR), Eduardo Kimassa (PRP), Fabrício Marinho (PPS), Fernando do Ônibus (PDT), Laudelino Lamim (MDB), Marcelo Werner (PCdoB), Murilo Pereira (PP), Professor Acácio (PSDB), Renata Narcizo (SD), e Thiago Morastoni (MDB).

As incógnitas que ficam é: porquê rejeitar o pedido? Porquê não pode haver transparência? O que se tem a esconder?

O governo Volnei Morastoni segue sem ser fiscalizado. E quem perde são os munícipes.

Posted by Click Itajaí on Saturday, March 16, 2019


COMENTE ABAIXO ⬇

resposta(s) publicada(s). (Obs.Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site)