- PUBLICIDADE -

Vereadores aceitam retirada do projeto de doação de terreno para Acibalc

A nova sede da Acibalc seria construída num terreno doado pela Prefeitura, no bairro Tabuleiro

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Trader Jader Nogueira exibe ganhos milionários e contraria matéria do Fantástico

Publicação na rede social do influenciador viralizou e pessoas se identificaram

inalda
Reprodução

Durante a sessão de ontem (27), os vereadores aprovaram por unanimidade a retirada do Projeto de Lei nº37/2018, que autorizaria a Prefeitura de Camboriú a doar terreno para a construção da sede da Associação Empresarial de Balneário Camboriú e Camboriú – ACIBALC.

O pedido de retirada partiu da própria associação que oficializou a desistência através de um comunicado à imprensa. Um dos argumentos utilizados para justificar o pedido foi a repercussão negativa diante da comunidade.

A nova sede da Acibalc seria construída num terreno doado pela Prefeitura, no bairro Tabuleiro. A obra teria 600m² e abrigaria a sede da Secretaria de Desenvolvimento Econômico do município. O projeto foi aprovado pela Câmara de Vereadores em 1ª votação, no dia 20 de novembro.

A vereadora Inalda do Carmo utilizou a tribuna para criticar um jornalista de Camboriú — ou em suas palavras, um “irresponsável”, “mal informado”, “despreparado”, “que nem sabe o que é a Acibalc” —, que teria colocado a idoneidade dos vereadores em cheque. Confira o discurso no vídeo abaixo:


COMENTE ABAIXO ⬇

Fique bem informado com as notícias do Click Camboriú através do Telegram

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

UniAvan promove plantão de matrículas neste sábado com desconto exclusivo

Novos alunos ganharão desconto de 20% na primeira mensalidade de cursos presenciais; Quem optar por graduação EAD começa a pagar só em julho de 2021
- PUBLICIDADE -
Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.