- PUBLICIDADE -

Projeto de Lei aprova Parcerias Público-Privadas em Camboriú

Segundo a presidente do legislativo, a lei tem a intenção de diminuir os problemas com burocracia

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

UniAvan oferta atendimento psicológico a profissionais da ONG Viva Bicho

A ação é realizada pelos acadêmicos dos anos finais do curso de Psicologia e visa o bem-estar das pessoas que trabalham diariamente com os animais

Na tarde desta quarta-feira (06), os vereadores discutiram e aprovaram o Projeto de Lei nº36/2017 que dispõe sobre o programa municipal de Parcerias Público-Privadas, em Camboriú.

O projeto, de autoria da vereadora e presidente Márcia Regina Oliveira Freitag (PSDB), tem o objetivo de viabilizar projetos essenciais para o desenvolvimento da cidade, através de recursos privados, melhorando a eficiência e agilidade de serviços públicos.

Segundo a presidente, essa lei tem a intenção de diminuir os problemas com burocracia, principal motivo de atrasos na execução de serviços na Gestão Pública. “Agora o Executivo passa a ter autorização para cumprir suas obrigações através de parcerias público-privadas e também, trazer mais investimentos para Camboriú”, defendeu a vereadora.

Durante a discussão o vereador Ângelo Gervásio (PMDB) destacou que a equipe da prefeitura também está estudando sobre essas parcerias e está disposta a investir neste programa.

Vereadores participam de palestra com especialista em Parcerias Público-Privadas

Vereadores participam de palestra com especialista em Parcerias Público PrivadasPara aprofundar os conhecimentos sobre Parcerias Público-Privada, na tarde da última terça-feira (05) os vereadores reuniram-se com o especialista Francisco Alpendre, referência em Projetos de Parcerias Publico-Privadas em Iluminação Pública, no país.

Alpendre defendeu que esta parceria é a forma moderna de oferecer à sociedade infra-estrutura com a participação da iniciativa privada, através de financiamento e antecipação de investimentos que o Estado geralmente não possui.

Essas parcerias devem durar no mínimo cinco e no máximo 35 anos. Através dela, as empresas pagam um valor para ficarem responsáveis por uma obra ou serviço, em benefício da população.


COMENTE ABAIXO ⬇

Receba as notícias do Click Camboriú pelo Telegram

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Clínica de odontologia da UniAvan oferece atendimento para cirurgias dentárias

Os procedimentos gratuitos serão direcionados a cirurgias de extração de dentes, remoção de freio, raiz quebrada, tratamento de lesões na boca, dentre outros
- PUBLICIDADE -
Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.