- PUBLICIDADE -

Câmara de BC terá Procuradoria Especial da Mulher

Diversas mulheres interessadas na política de implantação da Procuradoria Especial da Mulher compareceram à reunião pública na casa legislativa

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Comece bem o verão com marmitas caseiras da Light Food BC

Por sua qualidade de vida e saúde, nos dias quentes mantenha uma alimentação saudável com as marmitas da Personal Chef Fit Kris Borba

reuniao publica
Divulgação

Uma Reunião Pública promovida pela vereadora Juliethe Nitz (PR), levou para o plenário da câmara na noite de segunda-feira (16), diversas mulheres interessadas na política de implantação da Procuradoria Especial da Mulher na casa legislativa. O evento foi prestigiado pelo prefeito Fabrício Oliveira, que enalteceu a luta da vereadora na causa dos direitos das mulheres na cidade.

O evento foi marcado pela palestra da deputada federal, Carmem Zanotto. A enfermeira originária de Lages, deputada federal de segundo mandato, explicou como funciona a Procuradoria Especial da Mulher da Câmara Federal e como beneficia as mulheres que lá procuram o órgão para resolver diversas questões. Zanotto defendeu que as casas legislativas em todo país podem servir de base para que outras procuradorias da mulher possam existir, independente se há ou não mulheres atuando como vereadores ou deputadas nestas casas legislativas. “É algo simples e de baixo custo, porquê os presidentes podem alocar pessoas de outros cargos efetivos para ajudar a tocar a procuradoria”, disse a deputada.

Declarando-se apoiadora incondicional, tanto da procuradoria, quanto da vereadora Juliethe Nitz, a prefeita da cidade de Bombinhas, Ana Paula da Silva, a Paulinha, deu um depoimento sobre experiências, tanto pessoais como também de vida, na luta contra a violência doméstica contra as mulheres. A prefeita disse que estará totalmente apoiando a instalação das procuradorias em qualquer das cidades na AMFRI.

A vereadora Juliethe Nitz, proponente da audiência pública, saiu satisfeita com as manifestações e conversas que aconteceram na reunião. Juliethe disse que em conversas com o presidente da casa, Roberto de Souza Jr, a procuradoria em BC está bem adiantada a sua criação, mas há alguns detalhes ainda que impedem a divulgação exata do início dos trabalhos. “Estamos tratando com o presidente da casa a criação da nossa procuradoria, pois vamos precisar de uma estrutura e alguns funcionários. Não vamos criar cargos, mas sim, ver dentro de nossa estrutura da câmara, pessoas que possam nos ajudar na criação da Procuradoria Especial da Mulher”, finalizou Nitz.


COMENTE ABAIXO ⬇

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Mesmo com a pandemia, coleta para reciclagem aumentou 31% neste ano

Ainda em 2019, a coleta de recicláveis deu um salto em BC em decorrência da implantação de novas políticas públicas
- PUBLICIDADE -
Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.