- PUBLICIDADE -

Vereador protocola abaixo assinado contra mudança das rotas intermunicipais

O documento tem cerca de 5.400 assinaturas

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Comece bem o verão com marmitas caseiras da Light Food BC

Por sua qualidade de vida e saúde, nos dias quentes mantenha uma alimentação saudável com as marmitas da Personal Chef Fit Kris Borba

Protocolo Abaixo assinado 1
Adelaine Zandonai / divulgação

O vereador Robison Coelho (PSDB) protocolou no gabinete do prefeito agora pela manhã o abaixo assinado que solicita a revogação imediata dos decretos 11.020 e 11.022, que alteram a rota do transporte intermunicipal em Itajaí. O documento tem cerca de 5.400 assinaturas. “Esse é um apelo da comunidade de Itajaí e região, que será muito prejudicada caso a mudança efetivamente aconteça”, explica o parlamentar.

De acordo com os decretos, os ônibus intermunicipais não poderão mais transitar no centro de Itajaí a partir do dia 18 de setembro. A rota será em avenidas periféricas, tendo a rodoviária como destino final. Com isso, pessoas que hoje utilizam duas passagens para ir e voltar do trabalho ou da escola, terão que desembolsar quatro passagens, além de gastar um tempo extra nas paradas de ônibus.

Para o parlamentar a mudança é injusta porque afeta principalmente a população mais carente, que depende de ônibus. “Muita gente vem doente de ônibus até o hospital. Fazer com que essas pessoas tenham que esperar mais tempo e gastar mais dinheiro para ter atendimento médico é crueldade”, afirma o vereador. Além de um dos principais hospitais do Estado, o Marieta Konder Bornhausen, Itajaí conta ainda com o Hospital Infantil Pequeno Anjo, que atende crianças de várias cidades da região.

As assinaturas do documento protocolado pelo vereador começaram a ser coletadas no dia 10 de agosto pela internet e também na avenida Marcos Konder e na rua Hercílio Luz. “Muitas pessoas que trabalham no comércio vêm com ônibus intermunicipal e serão afetadas com a mudança”, diz. “Os comerciantes também temem prejuízo”, explica.

O vereador já solicitou ao prefeito, através de indicação, que qualquer mudança referente ao tema só aconteça depois da finalização do estudo de mobilidade, contratado pela prefeitura por quase 1,2 milhão de reais, com dispensa de licitação. Esse estudo deve ficar pronto apenas no final do ano que vem.


COMENTE ABAIXO ⬇

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Mesmo com a pandemia, coleta para reciclagem aumentou 31% neste ano

Ainda em 2019, a coleta de recicláveis deu um salto em BC em decorrência da implantação de novas políticas públicas
- PUBLICIDADE -
Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.