Comissão de Segurança visita Complexo Penitenciário do Vale do Itajaí

Visita foi importante para os membros da comissão se atualizarem sobre os trabalhos de ressocialização realizados no complexo, bem como as demandas existentes

Publicado em

- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

Divulgação

Assuntos como a conclusão das obras do presídio feminino e o aumento da população carcerária pautaram a ida dos vereadores da Comissão de Segurança Pública e Defesa Civil da Câmara de Itajaí ao Complexo Penitenciário do Vale do Itajaí. A visita ocorreu na manhã de quarta-feira (19) e foi importante para os membros da comissão se atualizarem sobre os trabalhos de ressocialização realizados no complexo, bem como as demandas existentes.

Thiago Morastoni (PMDB), Rubens Angioletti (PSB) e o advogado Leonardo Costella, presidente da Comissão de Assuntos Prisionais da OAB subseção de Itajaí, estiveram no local. O vereador Fabrício Marinho (PPS), também membro da comissão, não pôde comparecer e foi representado por seu assessor.

Os vereadores foram recepcionados pelo diretor do complexo, Juliano Stoeberl, e pelo juiz da Vara de Execuções Penais da comarca, Pedro Walicosky Carvalho. Tiveram a oportunidade de conhecer os locais para atendimento médico, odontológico e psicológico, a biblioteca da unidade e o refeitório onde são preparadas 9 mil refeições por dia. Atualmente, todo o complexo abriga 2.291 detentos, sendo que a capacidade de atendimento é de 1.520.

Apesar de terem havido cortes recentes no total de servidores e do aumento constante da população carcerária, a estrutura disponível para ressocialização dos presos segue sendo exemplo em todo o Estado. De acordo com o diretor do complexo, 11 empresas empregam 566 presos dentro do complexo. Cerca de 120 detentos possuem aulas regulares de educação fundamental e médio e outros 14 cursam ensino superior a distância em Logística.

As obras do presídio feminino que faz parte do complexo, 80% concluída, também foram assunto da reunião. Orçada em mais de R$ 14 milhões, a estrutura contará com berçário e oferecerá oportunidades de ressocialização semelhantes às encontradas na parte masculina.

“O importante é que esse tipo de visita nos permite saber onde exatamente podemos auxiliar. Claro que muitas das demandas dependem diretamente do governo estadual, mas podemos atuar cobrando soluções. Além disso, há assuntos que podem ser tratados diretamente com o município”, destacou Thiago Morastoni.

A Comissão de Segurança Pública e Defesa Civil da Câmara segue realizando visitas aos órgãos de segurança para a confecção de um relatório.

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

- Publicidade -