- PUBLICIDADE -

Orçamento 2017 é aprovado na Câmara de Camboriú

O projeto foi apresentado pelo Executivo e estipula o valor de R$ 159.140.000,00 para o ano que vem

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Comece bem o verão com marmitas caseiras da Light Food BC

Por sua qualidade de vida e saúde, nos dias quentes mantenha uma alimentação saudável com as marmitas da Personal Chef Fit Kris Borba

A emendas, apresentadas pelos vereadores Jane Stefenn e Ângelo César Gervásio, foram rejeitadas (divulgação)
A emendas, apresentadas pelos vereadores Jane Stefenn e Ângelo César Gervásio, foram rejeitadas (divulgação)

O projeto nº 27/2016 – que estima a receita e fixa as despesas de Camboriú para o ano de 2017 – foi aprovado pelos vereadores durante a sessão desta terça-feira (22). As duas emendas, propostas pelos vereadores Jane Stefenn e Ângelo César Gervásio, foram reprovadas.

O projeto foi apresentado pelo Executivo e estipula o valor de R$ 159.140.000,00 para o ano que vem. Conforme o documento, a receita será realizada mediante a arrecadação de tributos, contribuições, rendas e transferências de outras esferas do governo. O valor total é distribuído durante o ano entre fundações, fundos municipais, manutenção de secretarias, entre outros.

Confira aqui o projeto completo: pl-027-16-loa-2017

As emendas

A emenda apresentada pela vereadora Jane alterava o artigo nº 18. Atualmente, o texto permite que o Executivo remaneje até 10% das dotações de um projeto ou atividade. A vereadora queria que o valor fosse alterado para até 40% – uma prática comum durante os últimos anos.

“Sabemos que o próximo ano vai precisar remanejar, é um direito da população. Meus colegas vereadores votaram os últimos três anos a favor dos 40%, peço para que sejam coerentes e repitam o voto agora”. Apesar de sua fala, a emenda foi rejeitada.

Já o vereador Ângelo explicou que cada secretaria recebe uma verba para trabalhar durante o ano mas, no decorrer dos meses, o Executivo pode sentir a necessidade de fazer remanejamentos. Por isso a necessidade das emendas. O documento proposto pelo vereador alterava o mesmo artigo e determinava que o limite fosse alterado de 10 para 20%. Conforme ele explicou, o valor seria uma segunda opção para o projeto.


COMENTE ABAIXO ⬇

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Mesmo com a pandemia, coleta para reciclagem aumentou 31% neste ano

Ainda em 2019, a coleta de recicláveis deu um salto em BC em decorrência da implantação de novas políticas públicas
- PUBLICIDADE -

Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.