- PUBLICIDADE -

Piruka foi o único vereador a votar contra o “bolsa família municipal”

Nas redes sociais muitos internautas criticaram o projeto, alegando que a medida seria meramente eleitoreira

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Dia das Mães: Maislaser vai presentear 100 pessoas com 10 sessões de depilação a laser

Ganham as 100 primeiras pessoas que ligarem para (47) 3011-0611 ou 3011-0211, ou entrarem em contato pelo WhatsApp 047 99273-2191

vereador pirukaNa última quarta-feira, em sessão extraordinária a câmara de vereadores de Balneário Camboriú aprovou o “bolsa família municipal“. Dentre os critérios para requerer o benefício, a família deverá estar inscrita no Cadastro Único para Programas Sociais. Este programa cria dois benefícios, um fixo e um variável, de acordo com o texto aprovado.

O Benefício Fixo é o valor concedido mensalmente com base no salário mínimo vigente repassado a família conforme o número de integrantes, e o Benefício Variável é o valor concedido com base no número de crianças na família – será creditado semanalmente o valor de R$ 15,00 por criança.

A proposta de lei uniu a oposição e a situação pela aprovação do projeto. Deixando apenas um parlamentar votando contra o benefício, o vereador Leonardo Piruka (PP). Em conversa com o vereador Leonardo Piruka sobre seu voto contrário à criação do “bolsa família municipal”, percebemos um vereador interessado no cumprimento das leis federais.

Segundo o vereador, um dos motivos que o fez votar contrário à proposta do poder público municipal, são as impossibilidades jurídicas de colocar em prática o programa em ano eleitoral. “Estamos entrando no período eleitoral e existe uma série de vedações ao poder público neste período, uma destas vedações por exemplo, é criar programas que distribuam benefícios individuais com recursos públicos”.

Além das questões jurídicas, Piruka faz uma reflexão sobre o momento em que o país se encontra. “Precisamos dar moralidade a vida pública. Não podemos ficar permitindo que a população demonize ainda mais a classe política. Precisamos virar o jogo e mostrar que existem homens públicos interessados no bem da cidade e da gestão pública de qualidade.”

Nas redes sociais muitos internautas criticaram o projeto, alegando que a medida seria meramente eleitoreira e que este programa seria mais uma forma de angariar votos no ano em que uma eleição se avizinha.

Quando indagado sobre ter sido o único vereador a votar contra a proposta, o parlamentar foi taxativo em dizer: “Não tenho problemas em me colocar no lado certo da mesa, indiferente se todos os outros estiverem do outro lado”.

Com a aprovação da última quarta-feira, a proposta da criação do bolsa família municipal se torna uma realidade em Balneário Camboriú e deve ser implementada pela prefeitura.


COMENTE ABAIXO ⬇

Receba as notícias do Click Camboriú pelo Telegram

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

- PUBLICIDADE -
Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.