- PUBLICIDADE -

Tarado é preso após provar roupa feminina em loja, para mostrar partes íntimas para as atendentes

Trabalhador portuário foi identificado e preso pela Polícia Militar

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Como a cannabis medicinal tem ajudado famosos e não famosos

A Huniq, empresa de cannabis medicinal instalada em Itajaí, é responsável pelo tratamento das quatro histórias apresentadas nessa reportagem
portuario
Divulgação

Um homem foi preso depois de mostrar suas partes íntimas para as atendentes de uma loja de artigos de academia, na rua Estefano José Vanolli, no bairro São Vicente, em Itajaí, neste semana.

Os policias receberam a informação de que um homem entrou na loja Tanks Suplementos e mostrou a genitália para duas atendentes. Durante a execução do ato libidinoso, uma das vítimas conseguiu fotografar o homem e postar nas redes sociais. Diversas outras atendentes de outras lojas fizeram contato com a vítima relatando também terem sido vítimas do mesmo homem.

Na postagem da funcionária, ela relata que o tarado entrou na loja e pediu pra provar shorts feminino de lycra. Ele chamava as atendentes no provador para ver como a roupa havia ficado “bem confortável”. Ele segurava o órgão genital olhando para as vendedoras, comentando o quanto o short tinha ficado perfeito. Logo após se evadiu de bicicleta.

De imediato, foi iniciada uma busca pelo bairro e em seguida, o suspeito foi identificando. Foi então diligenciando em seu encalço e o indivíduo foi encontrado onde trabalha, no Porto de Itajaí, onde lhe foi dado voz de prisão.

E.A.M., 46 anos já possuía um boletim de ocorrência, registrado em 2006, pelo mesmo motivo.


COMENTE ABAIXO ⬇

Telegram: participe do canal do Click Camboriú

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de Balneário Camboriú e região em seu e-mail.

⚠ Confirme na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Imobiliária de Balneário Camboriú aluga imóvel em até 30 dias ou paga o condomínio

A imobiliária promete alugar o imóvel em até 30 dias, ou pagar o condomínio ao proprietário
- PUBLICIDADE -