A Polícia Civil de Itajaí por intermédio da DPCAMI (Delegacia de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso), deu cumprimento neste sábado, 16.fev.2019, ao Mandado de Prisão Temporária e Busca e Apreensão de N.S., de 39 anos de idade. O investigado, médico clínico geral, atua na região de Itajaí e é acusado de estuprar pacientes da rede de saúde pública.

Os crimes chegaram ao conhecimento da DPCMI por meio de denúncia anônima. O colaborador apresentou diversas mídias, que sugerem a prática do crime de estupro pelo suposto autor. 

As investigações continuam com o objetivo de identificar vítimas, uma vez que o suspeito atuou em diversas unidades hospitalares do litoral norte catarinense. 

A prisão

Em posse da Ordem de Prisão, agentes do Setor de Investigação da DPCAMI de Itajaí, com apoio das demais unidades policiais da 4a Delegacia Regional de Polícia Civil, iniciaram as diligências para seu cumprimento. A operação foi nominada de “Jaleco Branco”, uma alusão à atividade do suspeito.

Por meio de cruzamento de dados e análise de informações, o médico foi localizado na unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Cordeiros, quando foi abordado e detido.

O suspeito foi apresentado na CPP de Itajaí (Central de Plantão Policial) e posteriormente encaminhamento à Unidade Prisional, onde permanecerá à disposição da Justiça.


COMENTE ABAIXO ⬇

resposta(s) publicada(s). (Obs.Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site)