- PUBLICIDADE -

Homem mata ex-cunhada e depois comete suicídio em Balneário Camboriú

Ex-mulher do autor do crime e irmã da vítima estaria desaparecida

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Como a cannabis medicinal tem ajudado famosos e não famosos

A Huniq, empresa de cannabis medicinal instalada em Itajaí, é responsável pelo tratamento das quatro histórias apresentadas nessa reportagem
viatura sirene
Imagem ilustrativa

Na madrugada deste sábado, 12.jan.2019, por volta de 1h40min, a Polícia Militar foi acionada para atender uma ocorrência com disparos de arma de fogo em uma residência na rua 1542, centro de Balneário Camboriú, atrás da concessionária Fiat Barigui.

Logo que chegaram no local, as guarnições do PPT entraram na casa com uso de um escudo balístico e encontrou, no piso superior da residência, uma mulher, identificada como Silvana Pereira, 44, ferida por disparos de arma de fogo. Em outro cômodo foi encontrado um homem, identificado como Leomar da Silva, 36, também alvejado e embaixo do corpo dele um revólver calibre .38 com a numeração raspada. O SAMU foi acionado e constatou o óbito das duas vítimas.

A Polícia Civil foi acionada e irá investigar o caso tratado inicialmente como um homicídio seguido de suicídio. Peritos do IGP (Instituto Geral de Perícia) e do IML também estiveram no local para as medidas cabíveis.

Leomar havia sido preso no dia 5/12/18 por descumprimento de medida protetiva contra a ex-mulher, e liberado no dia seguinte, após audiência de custódia. Silvana era irmã da ex-mulher de Leomar, Michele Pereira, 38 anos. Ela não foi encontrada e seu paradeiro é incerto.

Com as duas mortes, já são três homicídios e cinco suicídios em 2019, em Balneário Camboriú.


COMENTE ABAIXO ⬇

Telegram: participe do canal do Click Camboriú

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de Balneário Camboriú e região em seu e-mail.

⚠ Confirme na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Imobiliária de Balneário Camboriú aluga imóvel em até 30 dias ou paga o condomínio

A imobiliária promete alugar o imóvel em até 30 dias, ou pagar o condomínio ao proprietário
- PUBLICIDADE -