Buscas no gabinete de Pavan: PF investiga policiais por quebra de sigilo funcional; entenda

Entre os alvos, estão servidores públicos da Polícia Federal e da Polícia Civil

Publicado em

- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

Imagem ilustrativa

As buscas realizadas no gabinete do deputado Leonel Pavan na manhã desta quarta-feira (29), na Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina (ALESC), fazem parte de uma investigação de policiais por quebra de sigilo funcional.

Além da busca no gabinete, a Polícia Federal cumpriu outros nove mandados judiciais de busca e apreensão, expedidos pela 1ª Vara Federal de Florianópolis/SC, em operação que visa apurar a divulgação ilícita de informações sigilosas referentes à investigação policial conduzida pela PF.

Entre os alvos, estão servidores públicos da Polícia Federal e da Polícia Civil. O alvo da investigação no gabinete de Pavan é o servidor público Andre Mendes da Silveira, que já foi secretário de segurança do estado, quando o tucano assumiu como governador, no ano de 2010.

Na ação desta quarta-feira são apurados os crimes de associação criminosa, corrupção passiva, violação de sigilo funcional, tráfico de influência, corrupção ativa, além da tentativa de interferir em investigação penal que envolva organização criminosa.

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

- Publicidade -