- PUBLICIDADE -

Um morre esfaqueado e outro de meningite no Complexo da Canhanduba

Um terceiro detento foi agredido enquanto conversava com seu advogado

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Dia das Mães: Maislaser vai presentear 100 pessoas com 10 sessões de depilação a laser

Ganham as 100 primeiras pessoas que ligarem para (47) 3011-0611 ou 3011-0211, ou entrarem em contato pelo WhatsApp 047 99273-2191

cela
Imagem ilustrativa

Após os boatos de que havia ocorrido uma rebelião na penitenciária da Canhanduba nesta sexta-feira (23), as ocorrências foram esclarecidas. Duas pessoas morreram e uma ficou ferida, porém são casos distintos.

O detento que foi espancado e ficou ferido trata-se de Ildemar Sabino, um ex-membro do PCC que pediu proteção para deixar a facção criminosa. Ele conversava com o seu advogado no parlatório quando outros detentos, que estavam indo para o banho de sol, arrancaram a grade de acesso ao parlatório e o agrediram.

Outro detento foi assassinado a facadas no mesmo dia. Jordão Maylon Ferreira Lopes, de 25 anos, foi agredido por seis detentos, por volta das 12h20 no pátio da penitenciária. Ele foi ferido com uma faca artesanal por um dos detentos. Jordão foi socorrido e conduzido ao hospital Ruth Cardoso, mas faleceu por volta das 16h. Ele pertencia ao PGC e foi morto por membros da mesma facção.

Uma segunda morte ocorreu à tarde, mas sem relação com violência. Tarso Mira morreu de meningite. Ele era dono de uma barbearia em Itajaí, e havia sido preso recentemente por tráfico de drogas. Tarso ganharia a liberdade nos próximos dias.


COMENTE ABAIXO ⬇

Receba as notícias do Click Camboriú pelo Telegram

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

- PUBLICIDADE -
Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.