- PUBLICIDADE -

Homem foragido há 26 anos dava aulas de Taekwondo em academia de Balneário Camboriú

Ele foi condenado a 28 anos de prisão por um duplo homicídio praticado na cidade de Uberlândia/MG

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Desenvolva as suas habilidades e competências de Liderança

Programas de MBA e Masters da Tear Escola de Negócios englobam participantes com ou sem graduação e é semipresencial com duração de 12 meses

algemas
Imagem ilustrativa

Na tarde desta quarta-feira (21), a equipe do Setor de Capturas da Divisão de Investigação Criminal de Balneário Camboriú (DIC/BC), apurou após troca de informações com integrantes do GAECO de Itajaí e com a Polícia Militar de Minas Gerais, que o professor de Taekwondo, preso por estupro pela DIC/BC no último dia 09, na realidade se chama L.M.A., indivíduo condenado a 28 anos de prisão por um duplo homicídio praticado na cidade de Uberlândia/MG.

Conforme o apurado, após ser condenado em Minas Gerais, L.M.A. fugiu para São Paulo, onde falsificou documentos e adotou a nova identidade.

Por volta do ano 2000, se mudou para o Rio Grande do Sul e lá viveu até meados de 2016, quando veio foragido para Balneário Camboriú em virtude de um processo criminal em que foi denunciado por estupro.

Ele estava foragido há cerca de 26 anos. Diante da descoberta, foram feitas as devidas comunicações aos Poderes Judiciários do Rio Grande do Sul e Minas Gerais, bem como instaurado inquérito policial para apurar o crime de uso de documento falso.


COMENTE ABAIXO ⬇

Receba as notícias do Click Camboriú pelo Telegram

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Dia das Mães: Maislaser vai presentear 100 pessoas com 10 sessões de depilação a laser

Ganham as 100 primeiras pessoas que ligarem para (47) 3011-0611 ou 3011-0211, ou entrarem em contato pelo WhatsApp 047 99273-2191
- PUBLICIDADE -
Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.