Preso envolvido em homicídio ocorrido próximo à escola no Monte Aegre

Um segundo envolvido encontra-se foragido

Publicado em

- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

Divulgação

A Polícia Civil do Estado de Santa Catarina, por intermédio do Setor de Investigação e Captura (SIC) da Delegacia de Polícia Civil da Comarca de Camboriú, elucidou homicídio que vitimou Alexandre Ramos da Costa, ocorrido no dia 16 de agosto, na Rua Monte Neblina, em frente à Escola Maria Terezinha Garcia, no Bairro Monte Alegre, e prendeu preventivamente um dos autores, R.R., vulgo “Gordinho”. O outro, Jonathan Juliano Lopes, vulgo “Bola”, encontra-se foragido.

INVESTIGAÇÕES

Durante as investigações realizadas, foi apurado que a vítima, Alexandre, que possuía diversas passagens policiais como autor de furtos, roubos, posse de drogas, dentre outros delitos, já teria sofrido tentativa de homicídio dias anteriores, inclusive, teria demonstrado medo frente a seus familiares.

Também foram verificadas as imagens das câmeras de monitoramento das proximidades do local do crime, onde, é possível verificar dois indivíduos suspeitos conduzindo uma motocicleta Honda CG de cor vermelha, se preparando para concretizar o crime. Através das imagens, nota-se que o piloto possui compleição física de R.R., além de estar vestido com moletom azul, bermuda e capacete de cor branca com viseira preta e adesivos, apreendido juntamente com o capacete utilizado pelo carona na residência de seus familiares.

Com apoio dos Policiais Militares integrantes do 1ª Cia da Polícia de Camboriú, foi levantado que dois dias anteriores ao do cometimento do crime, estes abordaram a vítima devido a suspeita de seu envolvimento em um crime de furto ocorrido. Nada de ilícito teria sido encontrado em sua posse. Em tom de brincadeira, os Militares disseram para a vítima “tu não morreu ainda?”, e segundo relato dos Militares, Alexandre respondeu dizendo que estava “jurado” pelo PGC, e que Gordinho e Bola teriam tentado o matar.

Ademais, também foi apreendido um revólver calibre .380 na residência de “Bola”, o qual deu ensejo à lavratura de auto de prisão em flagrante em desfavor de sua companheira pela autoridade policial na Central de Plantão Policial de Balneário Camboriú. Entretanto, considerando que pode se tratar da arma de fogo utilizada no homicídio investigado, foi solicitada sua disponibilização para encaminhamento à perícia técnica visando à realização de exame de comparação balística com os dois projéteis e oito estojos deflagrados calibre .380, coletados no local do crime.

Por tais razões, entendendo comprovadas a autoria, a materialidade e as circunstâncias delitivas, a Autoridade Policial indiciou R.R. e Jonathan Juliano Lopes pelo crime de Homicídio, e representou pela decretação da Prisão Preventiva de ambos, bem como pela expedição de Mandados de Busca e Apreensão a serem cumpridos em suas respectivas residências.

PRISÕES

O Poder Judiciário de Camboriú manifestou-se favorável às representações, concedendo-as, e na manhã desta terça-feira (03) foi realizada operação envolvendo Delegados e Agentes de Polícia da região (Camboriú, Balneário Camboriú, Itapema e Navegantes) visando dar cumprimento aos mandados.

Jonathan, que possuí passagens policiais por Roubo e Ameaça, não foi localizado em sua residência, na qual foram apreendidas diversas ferramentas de procedência duvidosa. R.R. foi preso em sua residência, e durante as buscas realizadas, fora apreendida uma motocicleta Honda Biz, por não haver documento comprovando a propriedade do bem, bem como um chassi e um motor de uma motocicleta da marca Liffan.

Durante o cumprimento das ordens judiciais, foi diligenciado até a conveniência de seu pai, V.R., visando apreender algo que ajudasse nas investigações, tendo em vista que o local era frequentado com frequência por “Gordinho”. Durante as buscas, foram localizados diversos maços de cigarros, todos sem notas fiscais. Em virtude disso, a Autoridade Policial deu voz de prisão a V.R., e o conduziu até a sede da Polícia Federal, em Itajaí, para os procedimentos cabíveis.

Após procedimentos cartorários, R.R foi encaminhado ao Complexo Penitenciário do Vale do Itajaí, onde ficará à disposição do Poder Judiciário.

Diligências estão sendo realizadas objetivando a captura de Jonathan.

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

- Publicidade -