Mulheres envolvidas em sequestro relâmpago são presas em Camboriú

Plano era dopar a vítima com "Boa Noite Cinderela", mas a pílula não surtiu efeito

Publicado em

- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

A Polícia Civil, através da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Balneário Camboriú, prendeu C.A.M. (19), G.C.M. (24) e S.M. (29), na noite de quarta-feira (19), no bairro Monte Alegre, em Camboriú.

As três mulheres presas e outro homem ainda foragido foram investigados pela prática de roubo com restrição de liberdade a um comerciante de Itajaí em junho deste ano. O plano dos suspeitos era que utilizassem uma substância conhecida como “Boa Noite Cinderela” para dopar e assaltar a vítima, porém o produto acabou não surtindo o efeito desejado, depois de colocado na bebida por uma das suspeitas com quem havia marcado o encontro.

Com o plano mal sucedido, o homem de 50 anos acabou sendo convencido a se deslocar até uma praia agreste, onde foi abordado e sequestrado por três integrantes do bando no Mirante da Interpraias, em Balneário Camboriú. Ele foi levado para um local próximo da abordagem, e mantido em um cativeiro por cerca de seis horas. Durante o sequestro os comparsas da garota efetuaram a subtração de bens no apartamento da vítima. No total, foram subtraídos cerca de 200 mil em moeda estrangeira (dólares, euros e pesos argentinos), além de bebidas alcoólicas, produtos eletrônicos e um veículo automotor. O veículo foi recuperado dias depois do crime.

Após investigações e ser coletados indícios acerca da participação dos investigados no crime, o Delegado de Polícia Civil Osnei Valdir de Oliveira representou pela prisão dos autores e pela busca e apreensão em suas residências, cujas medidas foram deferidas pelo Juízo da Vara Criminal de Balneário Camboriú.

Na noite da última quarta-feira, Equipes de Investigação da DIC e da SIC de Balneário Camboriú – SC, sob a coordenação do Delegado de Polícia John Vieira cumpriram os mandados de prisão das três mulheres, que foram localizadas em uma loja de conveniência localizada na Rua Monte Castelito, no bairro Monte Alegre, em Camboriú. Na residência de uma delas, localizada na Rua Monte Pamir, os Policiais encontraram garrafas de bebidas alcoólicas que haviam sido roubadas do apartamento da vítima. Também apreendidas com as investigadas celulares e um notebook, sendo estes objetos de considerável valor comercial, além de um binóculo.

No dia seguinte foram cumpridos mandados de busca e apreensão, e na residência do indiciado R.S., 23 anos, que ainda encontra-se foragido, localizada na Rua Manoel Inácio Linhares, também no bairro Monte Alegre, foram apreendidos um jornal impresso, que continha a matéria do assalto praticado pelo bando, diversos aparelhos celulares, moedas estrangeiras e documentos de veículos. Em outra residência na Rua Monte Olivares, foram apreendidos com D.L., 21 anos, um torrão de maconha e uma carta de uma facção criminosa. O suspeito que não teve envolvimento com o assalto, foi conduzido a sede da DIC e lavrado em seu desfavor um Termo Circunstanciado, sendo liberado em seguida.

As três mulheres foram ouvidas em interrogatório na sede da DIC e assumiram a participação no crime. O motivo seria vingança. A investigada relatou que ficou com ciúmes da relação da vítima com outra garota, com quem possuía certa inimizade.

Após os procedimentos cartorários, as investigadas foram conduzidas ao Presídio Regional de Itajaí. Os investigados foram indiciados pela prática do crime extorsão, o chamado sequestro relâmpago, cuja pena varia de seis a doze anos de reclusão.

Notícia relacionada:

Casal sofre sequestro relâmpago em mirante na Interpraias

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

- Publicidade -