Homem que vingou a morte do irmão é preso em Itajaí

Ele foi preso pela DIC de Itajaí por matar o suposto assassino de seu irmão

Publicado em

- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

Divulgação

Neste sábado (15), a DIC de Itajaí deu cumprimento ao mandado de prisão expedido em desfavor de Douglas Nunes, vulgo “Dinossauro”, de 32 anos.

Douglas foi apontado como o autor dos disparos que ceifou a vida de Gabriel dos Santos Wanroski, vulgo “Biel”. Gabriel foi morto em 29/05/2017, em frente ao cemitério da Fazenda, na Av. Sete de Setembro, em Itajaí, com vários tiros. No local do crime foram encontradas cápsulas de munições calibre 765.

Segundo as investigações da DIC, Douglas matou Gabriel após descobrir que ele supostamente seria o autor do homicídio de seu irmão, Jeronimo Nunes de Souza, morto em 28/02/2016. As diligências efetuadas pela Polícia Civil subsidiaram a expedição de mandado de prisão preventiva em desfavor de Douglas.

No sábado, após denúncias, a polícia militar abordou Douglas com uma pistola calibre 765, mesmo calibre da arma que provocou a morte de Gabriel. Douglas foi preso em flagrante por porte de arma (a numeração ainda estava suprimida) e o mandado de prisão preventiva cumprido durante a lavratura do flagrante.

Douglas quase foi morto em 02/07/2017, oportunidade em que foi atingido por três disparos de arma de fogo. Acredita-se que a tentativa de homicídio contra Douglas foi vingança em razão do homicídio que o preso praticou. Inquérito policial na DIC também apura esse delito.

Notícias relacionadas:

Homem é assassinado a facadas e pedradas em Itajaí

Jovem é assassinado a tiros em frente ao cemitério da Fazenda, em Itajaí

Homem leva três tiros próximo ao cemitério da Fazenda, em Itajaí

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

- Publicidade -