- PUBLICIDADE -

Mulher acusada de manter relações sexuais com sobrinho é presa em Camboriú

Ela foi condenada a 9 anos e 7 meses de reclusão em regime fechado

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Comece bem o verão com marmitas caseiras da Light Food BC

Por sua qualidade de vida e saúde, nos dias quentes mantenha uma alimentação saudável com as marmitas da Personal Chef Fit Kris Borba

Divulgação
Divulgação

A Polícia Civil, através Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Balneário Camboriú, prendeu Darlene Maria Dagostin, 58 anos, na tarde desta quinta-feira (27), em Camboriú.

A mulher foi condenada pelo crime de estupro de vulnerável. Ela foi acusada por uma cunhada que informou à Polícia Civil que seu filho era abusado quando ficava sozinho com a tia denunciada. A criança relatou os fatos após mostrar comportamento estranho, e quando indagado pela mãe, informou que a tia mantinha relações sexuais com o garoto.

Os fatos aconteceram no ano de 2010 e foram investigados pela Delegacia de Polícia da Comarca de Camboriú. Neste mês, o Juízo da Vara Criminal de Justiça de Camboriú condenou a autora a 9 anos e 7 meses de reclusão em regime fechado, e deferiu o mandado de prisão da foragida.

Os agentes da DIC localizaram e prenderam a mulher em sua residência, na Rua São João Mateus, no bairro São Francisco de Assis, em Camboriú.

Após a prisão, ela foi encaminhada ao Presídio Feminino de Itajaí, onde cumprirá a pena.


COMENTE ABAIXO ⬇

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Mesmo com a pandemia, coleta para reciclagem aumentou 31% neste ano

Ainda em 2019, a coleta de recicláveis deu um salto em BC em decorrência da implantação de novas políticas públicas
- PUBLICIDADE -

Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.