- PUBLICIDADE -

Ao menos sete ocorrências de violência doméstica são registradas em Itajaí no fim de semana

Em uma das ocorrências, um homem ajudou uma mulher que estava sendo ameaçada de morte, jogando um tijolo maciço na cabeça do acusado

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Desenvolva as suas habilidades e competências de Liderança

Programas de MBA e Masters da Tear Escola de Negócios englobam participantes com ou sem graduação e é semipresencial com duração de 12 meses

A Polícia Militar atendeu pelo menos sete ocorrências de violência doméstica em Itajaí, entre sexta-feira (26) e domingo (28). Em cinco delas, as vítimas denunciaram o marido por agressão ou ameaça. Até mulher grávida recebeu ameaças de morte.

Na noite de sexta-feira, por volta das 21h30min, uma mulher relatou à Polícia Militar que seu marido lhe agrediu com dois socos na cabeça e lhe ameaçou de morte, na Rua Chapecó, no bairro São Vicente. F.H.N.D.S.,  55 anos, foi preso no momento que estava saindo da casa.

Na manhã de sábado (27), por volta das 8h10min, uma mulher acionou a Polícia Militar na Rua Agílio Cunha, bairro Cidade Nova, denunciando seu companheiro por danificar o para-brisa e o capô de seu veículo. Disse também que foi ameaçada de morte pelo mesmo. O homem, por sua vez, disse que desconfia que esteja sendo traído pela mulher e que por este motivo agiu de tal forma. Diante dos fatos, foi proferida voz de prisão à L.D.O., 32 anos, por violência doméstica.

Por volta das 21h15min, uma guarnição do 1° Batalhão se deslocou até à Rua Irineu Maria, no bairro Espinheiros, onde encontrou um homem caído na calçada em frente à uma casa, inconsciente e com a cabeça lesionada. Com ele foi localizada uma faca. Segundo relato da moradora, o indivíduo chegou à frente da residência embriagado e forçando a entrada da porta da casa. A mulher, ao recebê-lo, foi ameaçada, momento em que o homem mostrou a faca na cintura e disse que iria lhe matar. Assustada, a mulher correu para o meio da rua pedindo ajuda. Logo, um ciclista que estava passando pela via, visualizou a situação, e pegou um tijolo maciço, atingiu o homem na cabeça e se evadiu do local. A mulher relatou ainda que vem sofrendo ameaças dele diariamente. Foi constatado que o acusado possui diversos boletins de violência doméstica. Diante dos fatos, foi proferida voz de prisão à I.A., 47 anos, por violência doméstica.

Na madrugada de domingo (28), por volta das 2h20min, uma guarnição do 1° Batalhão atendeu a ocorrência de violência doméstica no bairro São João. Segundo informações um homem de 28 anos estaria alterado na Rua Luís Bonifácio Pinto quebrando a casa de sua mãe idosa. Foi utilizado técnicas de imobilização, pois o indivíduo estava descontrolado e reagia a todo tempo, além de cuspir. Diante dos fatos, foi proferida voz de prisão  à L.L.R.

À tarde, por volta das 15h, uma guarnição do 1° Batalhão atendeu a ocorrência de violência doméstica no bairro Cordeiros. No local, na rua Henrique Bianchini, a guarnição fez contato com a vítima que relatou que seu ex-marido foi até a sua casa e proferiu ameaças verbais e xingou a mulher com palavras de baixo calão. O homem negou as ameaças. A vítima diz ter uma medida protetiva, em que o homem não poderia se aproximar 100 metros de sua pessoa, porém ela diz que perdeu o documento que consta tal informação. Diante dos fatos, foi proferida voz de prisão à R.C.D.S., 47 anos, por violência contra mulher.

Cerca de uma hora depois, uma guarnição do 1° Batalhão atendeu a ocorrência de descumprimento de ordem judicial e lesão corporal dolosa contra mulher na Rua Maria Alves Mafra, no Cidade Nova. Chegando ao local os policiais fizeram contato com as partes, onde a vítima informou que possui uma medida protetiva em desfavor do seu filho e relatou que ele descumpriu decisão quando a família foi orientá-lo a procurar internação devido o uso constante de drogas. Diante dos fatos, foi proferida voz de prisão à M.V., 25 anos.

Logo em seguida, por volta das 16h35min, uma guarnição realizava policiamento preventivo na Praça Genésio Miranda Lins na avenida Ministro Victor Konder, quando foi solicitada por populares que informaram que uma mulher estava escondida no banheiro público, com medo de ser agredida pelo marido. Os policiais foram até o local e encontraram a vítima, que relatou estar grávida de três meses, e que teve um atrito verbal com seu marido, que passou a proferir ameaças de morte à ela. Quando o indivíduo retornou ao local, na presença dos policiais, passou a proferir novas ameaças de morte. “Vou te bater quando chegar em casa, sua safada”, dizia. Diante dos fatos, foi proferida a voz de prisão à A.A.D.S., 27 anos, por violência doméstica.


COMENTE ABAIXO ⬇

Receba as notícias do Click Camboriú pelo Telegram

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Dia das Mães: Maislaser vai presentear 100 pessoas com 10 sessões de depilação a laser

Ganham as 100 primeiras pessoas que ligarem para (47) 3011-0611 ou 3011-0211, ou entrarem em contato pelo WhatsApp 047 99273-2191
- PUBLICIDADE -
Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.