DIC BC esclarece homicídio de homem assassinado em frente da filha de sete anos

Polícia Judiciária concluiu que o assassino executou a vítima em razão de conflito entre facções criminosas

Publicado em

- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

 

Polícia Civil / Divulgação
Polícia Civil / Divulgação

A Polícia Civil, através da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Balneário Camboriú, esclareceu o crime de homicídio que vitimou Jorge Paulo Camargo, 41 anos, na cidade de Balneário Camboriú.

Em 2013, Jorge foi atingido por disparos de arma de fogo e, devido à gravidade dos ferimentos causados, não resistiu e faleceu no local dos fatos. A vítima foi chamada por um homem até o portão da residência em que se encontrava, e ao se aproximar do assassino, este efetuou três disparos de arma de fogo em direção a vítima, executando-a na frente da filha, uma criança de apenas sete anos de idade que, atendendo o chamado do homicida, alertou seu pai que uma pessoa que lhe procurava.

Agentes da DIC compareceram no local dos fatos, dando início às investigações. Segundo as primeiras informações colhidas pelos policiais, o assassino fugiu na companhia de outro homem que o aguardava em um veículo GM Celta de cor preta. Durante as investigações, foi descoberto que a vítima havia se encontrado com o seu algoz instante antes, tendo retornado na sequência para a execução.

Apurou-se também que três dias antes do crime, a vítima havia permutado seu veículo por outro, em uma transação intermediada por uma terceira pessoa. O adquirente do veículo foi identificado como Luiz Felipe Vieira da Silva Martins, vulgo Cadelão. Dias depois da transação, Luiz foi surpreendido em uma blitz da Polícia Militar, e teve o veículo apreendido por estar com licenciamento atrasado. Em virtude do fato, Luiz passou a exigir a documentação do automóvel ao homem que intermediou a negociação dos veículos.

Sem sucesso, no dia 25 de junho de 2013, Luiz localizou por acaso o antigo veículo em frente à residência de familiares de Jorge Paulo Camargo, localizada na Rua Boa Vista, no bairro Nova Esperança, em Balneário Camboriú. Ao descobrir que Jorge era o proprietário do veículo apreendido, após breve conversa Luiz saiu do local, retornando armado logo depois, chamando a vítima que, ao atendê-lo, foi atacada com disparos de arma de fogo que lhe causaram a morte, tendo a filha de 7 anos presenciado o assassinato do pai.

Foi apurado ainda que a vítima, após sair da prisão, já havia alertado os familiares sobre ameaças recebidas, sabendo que estava “decretada”, tendo em vista que o mesmo pertencia a uma facção criminosa denominada “Comando”, grupo rival de outra facção criminosa que atua em nosso estado.

Os agentes ainda identificaram Luiz como membro desta organização criminosa. Recentemente a Polícia Civil apreendeu uma lista contendo nomes de pessoas a serem executadas pelos integrantes desta facção. Dentre os nomes da lista constava o nome de Jorge e de outros que já foram executados na região, muitos deles pertencentes ao “Comando”, sendo os autores identificados e presos pela Equipe de Investigação da DIC de Balneário Camboriú – SC.

Com o término das investigações, a Polícia Judiciária concluiu que Luiz executou a vítima em razão da briga declarada entre as facções, já que o “Comando” foi totalmente extinto da cidade de Balneário Camboriú. Uma testemunha reconheceu Luiz como o assassino da vítima.

Em virtude dos indícios coletados durante as investigações, e de provas constantes dos autos, especialmente periciais, Luiz Felipe Vieira da Silva Martins foi indiciado por homicídio doloso qualificado pela futilidade e meio que dificultou a defesa da vítima.

Ao término das investigações e conclusão do Inquérito Policial, a Autoridade Policial representou pela prisão preventiva do investigado que já se encontra recolhido na Penitenciária de Florianópolis, onde foi dado cumprimento a prisão temporária ante o seu efetivo envolvimento no crime. A DIC ainda apura a identificação do homem que auxiliou o investigado na fuga.

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

- Publicidade -