- PUBLICIDADE -

DIC BC cumpre mandados de prisão de dois homens envolvidos em homicídio

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Desenvolva as suas habilidades e competências de Liderança

Programas de MBA e Masters da Tear Escola de Negócios englobam participantes com ou sem graduação e é semipresencial com duração de 12 meses

Dieimis e Álisson. Fotos: DIC BC / Divulgação
Dieimis e Álisson. Fotos: DIC BC / Divulgação

A Polícia Civil, através da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Balneário Camboriú, cumpriu dois mandados de prisão preventiva em desfavor de Dieimes Humberto Ferreira da Costa, 20 anos, e Álisson Carlos da Silva Vailati, 23 anos, na manhã desta terça-feira (22), em Balneário Camboriú. A dupla já havia sido presa anteriormente em novembro do ano passado, porém devido às novas provas acostadas ao processo, Diemis e Álisson tiveram novamente os mandados de prisão preventiva decretados.

André Lucas da Silva, 18 anos, que na época era menor de idade, foi condenado pela participação do homicídio e se encontra cumprindo medida socioeducativa no Centro de Internação Provisória (CIP) de Itajaí. Foto: DIC BC / Divulgação
André Lucas da Silva, 18 anos, que na época era menor de idade, foi condenado pela participação do homicídio e se encontra cumprindo medida socioeducativa no Centro de Internação Provisória (CIP) de Itajaí. Foto: DIC BC / Divulgação

Eles foram investigados e apontados como autores do homicídio que vitimou Marcio de Liz, vulgo “Sapo”, em abril de 2013. O suspeito Carlos Alexandre Barbosa, 22 anos, também teria participado do crime, mas faleceu durante as investigações. Outro homem, André Lucas da Silva, 18 anos, que na época era menor de idade, foi condenado pela participação do homicídio e se encontra cumprindo medida socioeducativa no Centro de Internação Provisória (CIP) de Itajaí.

Entenda o caso

No dia 30 de abril de 2013, Marcio de Liz, vulgo “Sapo”, se encontrava próximo a uma obra de sua propriedade que estava em construção, localizada na Rua Campo Erê, no bairro dos Municípios em Balneário Camboriú. Dois homens em uma motocicleta de cor preta se aproximaram da vítima, e o carona em posse de uma arma de fogo efetuou um disparo, contudo, não acertou a vítima. Na continuidade desceu da motocicleta e foi na direção da vítima, e mesmo esta tendo implorado para que não atirasse, Dieimes acabou disparando outros quatro tiros contra Marcio, dos quais dois atingiram a vítima, que foi baleado no peito e na cabeça, e acabou morreu no nosocômio municipal instantes depois de ser socorrido.

As investigações apuraram ainda que Álisson e André tivessem realizado o monitoramento da vítima, e informado aos comparsas a localização desta, para que os demais atuassem, conforme provas técnicas que instruem o Inquérito Policial. Carlos Alexandre pilotava a motocicleta, e Dieimes que efetuou os disparos contra a vítima, estava na carona. Em outras três oportunidades Dieimes teria monitorado a vítima para executá-la, porém, sem êxito.

Os suspeitos são membros de uma facção criminosa que disputa pontos de tráfico de drogas no bairro dos Municípios e Vila Real. A vítima pertencia a um grupo rival que tentava resistir à entrada de adversários no comando pelo tráfico da região. Além deste crime, outros homicídios e tentativas de homicídio com a mesma motivação foram registrados em nesta cidade, cujas investigações são realizadas pela Divisão de Investigação Criminal de Balneário Camboriú.

Na manhã desta terça-feira, Álisson foi preso preventivamente em seu local de trabalho, localizado na Praia do Estaleiro, em Balneário Camboriú, e Dieimis teve o mandado de prisão cumprido no Complexo Penitenciário do Vale do Itajaí (CPVI) de Itajaí, onde aguarda julgamento por outros crimes.


COMENTE ABAIXO ⬇

Receba as notícias do Click Camboriú pelo Telegram

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Dia das Mães: Maislaser vai presentear 100 pessoas com 10 sessões de depilação a laser

Ganham as 100 primeiras pessoas que ligarem para (47) 3011-0611 ou 3011-0211, ou entrarem em contato pelo WhatsApp 047 99273-2191
- PUBLICIDADE -
Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.