Homem é preso dois anos após crime de tentativa de homicídio

Publicado em

- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

Foto: DIC BC / Divulgação
Foto: DIC BC / Divulgação

A Polícia Civil de Balneário Camboriú, por meio da Divisão de Investigação Criminal (DIC) da Comarca de Balneário Camboriú, cumpriu mandado de busca e apreensão e mandado de prisão temporária expedidos pela 1ª Vara Criminal da Comarca de Balneário Camboriú, em desfavor de Maisson Kiuan Cordeiro da Silva.

O caso

No dia 10/11/2011, por volta das 22:30 horas, dois homens que tripulavam uma motocicleta Honda Fan 150 de cor preta, aproximaram-se da vítima Paulo Cássio Fernandes, tendo o carona efetuado seis disparos de arma de fogo, evadindo-se na sequencia.

Durante as investigações, descobriu-se que o autor dos disparos, inicialmente identificado pela alcunha de “Cabelo”, havia combinado um encontro com a vítima na 5ª Avenida, nas proximidades de uma universidade, sendo que no deslocamento para este local, a vítima foi surpreendida e atingida pelos disparos efetuados em sua direção. Durante a fuga o atirador derrubou um carregador de pistola, que restou apreendido.

Após diversas diligências, a vítima foi localizada e inquirida acerca dos fatos, pois temendo sofrer novo atentado se ausentou da cidade. Durante sua inquirição, possibilitou-se a identificação da autoria, e, segundo informou, a motivação do crime estava relacionada a uma dívida de R$ 4.000,00 reais relativos a aquisição de cocaína que a vítima havia adquirido de “Cabelo”, e como não honrou o pagamento, estava sendo ameaçada de morte.

A prisão

Diante do farto conjunto indiciário, a Autoridade Policial coordenadora da DIC representou pelas medidas cautelares de busca e apreensão e prisão temporária, as quais foram cumpridas na manhã desta sexta-feira (08). Durante a busca domiciliar, foi apreendida uma arma de fogo, tratando-se de um revólver calibre .32, pertencente ao pai de Maisson. O proprietário da arma não se encontrava em residência, sendo instaurado inquérito policial para a apuração dos fatos.

Ao ser interrogado, Maisson confessou o crime, contudo, alegou que a motivação estava relacionada a um episódio onde a vítima teria assediado a mulher com quem o indiciado era casado a época dos fatos.

Após os procedimentos Cartorários, Maisson foi encaminhado ao CPVI – Complexo Penitenciário do Vale do Itajaí.

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

- Publicidade -