Agente prisional mata ex-namorada asfixiada em Camboriú

Publicado em

- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

Segundo os familiares de Sirlei, Leandro não aceitava o fim do relacionamento. Fotos: Reprodução / Facebook
Segundo os familiares de Sirlei, Leandro não aceitava o fim do relacionamento. Fotos: Reprodução / Facebook

Por volta das 7h de domingo, a Central de Emergência da Polícia Militar recebeu uma informação de que na Rua Leopoldina de Souza, em Camboriú, havia uma mulher em óbito. Policiais Militares deslocaram-se até o local, onde constataram o fato, sendo que a vítima apresentava vermelhidão na boca.

Sirlei Machado, 25 anos, recém havia chegado de uma festa quando encontrou seu ex-companheiro Leandro Marcelo Machado, 31 anos, em frente sua casa. Ele entrou na residência, onde acabaram discutindo. Leandro acabou sufocando Sirlei até ela perder o sentido, e fugiu sem saber que sua ex-companheira havia entrado em óbito.

O corpo de Sirlei foi encontrado pelos proprietários da casa, que ouviram gritos e foram conferir o que havia acontecido. Quando entraram no imóvel, se depararam com a vítima caída no chão e acionaram a Polícia Militar, que constatou a morte.

A Polícia diligenciou até o trabalho de Leandro, no Complexo Penitenciário do Vale do Itajaí, onde o mesmo trabalha no controle de acesso, vindo a confessar a autoria do crime.

Agora Leandro, que trabalhava no presídio, conhecerá o outro lado das celas.

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

- Publicidade -