- PUBLICIDADE -

Crime passional: dupla é assassinada por vingança

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Desenvolva as suas habilidades e competências de Liderança

Programas de MBA e Masters da Tear Escola de Negócios englobam participantes com ou sem graduação e é semipresencial com duração de 12 meses

Osmar José Teixeira Junior, vulgo “Juninho” Pimenta e Josiane dos Santos Gonçalves. Foto: Divulgação / Polícia Civil
Osmar José Teixeira Junior, vulgo “Juninho” Pimenta e Josiane dos Santos Gonçalves. Foto: Divulgação / Polícia Civil

A Polícia Civil, através da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Itajaí, com auxílio da Delegacia de Polícia do Monte Alegre e da Polícia Militar de Camboriú, prendeu preventivamente, no início da noite desta quarta-feira, 31, Josiane dos Santos Gonçalves, de 21 anos, e Osmar José Teixeira Junior, vulgo “Juninho” Pimenta, de 22 anos, em Camboriú e Balneário Camboriú, respectivamente.

Os dois são suspeitos de terem participado do crime de latrocínio que vitimou Leonardo de Sá Rodrigues, de 26 anos, que era gerente de um posto de gasolina na cidade de Camboriú, e Alexssandro da Silva Bernardo, de 27 anos.

O crime, no último dia 27 de julho, em Itajaí. Primeiramente, as vítimas foram rendidas na casa delas, na rua Urubici, bairro Várzea do Ranchinho em Camboriú, onde foram espancados. Depois foram levadas para o município de Itajaí, local em foram mortos a tiros dentro do porta malas do veículo Citroem C4 Pallas. Na casa teriam sido subtraídos R$ 650 em dinheiro, celulares e três notebook.

Investigação

As investigações se iniciaram no dia do crime, no momento em que os agentes da DIC foram informados a respeito latrocínio. Os policiais foram até o local e conseguiram levantar vários dados a respeito das vítimas – momento em que várias pessoas figuraram como suspeitos, inclusive Juninho Pimenta, que teria ameaçado a vítima Leonardo pela rede social Facebook.

Após a oitiva de algumas testemunhas que conviviam diariamente com as vítimas, a DIC tomou conhecimento de que as ameaças de Juninho contra Leonardo seriam em virtude da vítima firmar um relacionamento com um ex-namorado dele.

Conforme o Delegado da DIC, Celso Pereira de Andrade, agentes de Polícia da Delegacia do Monte Alegre e policiais militares de Camboriú levantaram a informação, na terça-feira, de que o possível autor intelectual do crime seria “Juninho”. Além disso, a informação também dava conta do nome de possíveis executores do crime, fatos que coincidiram com o que já havia sido apurado por Policiais da DIC.

Prisões

Na manhã de ontem, 31, uma equipe da DIC se dirigiu para Camboriú onde fez buscas em vários lugares tentando localizar “Juninho”, que foi encontrado na sua casa, no bairro Conde Vila Verde. O suspeito foi conduzido para a DIC de Itajaí e, diante das provas que havia contra ele, acabou confessando o crime e confirmando aos policiais a participação dos outros envolvidos.

A participação de Josiane foi apontada por “Juninho”. Ele disse que teria entrado em contato com ela para que arrumasse algumas pessoas para assaltar a casa de Leonardo. “Juninho” falou para Josiane e para os outros suspeitos que lá eles encontrariam bastante dinheiro e vários objetos que poderiam ser subtraídos como TV’s LCD, notebook e celulares.

No dia do crime, “Juninho” disse que levou os criminosos até a casa de Leonardo e ligou para ele dizendo que estava no portão, momento em que Leonardo o atendeu e foi rendido. Segundo “Juninho”, ele teria feito isso por vingança, em virtude de Leonardo estar se relacionando com seu ex-namorado.

Josiane dos Santos Gonçalves foi localizada ontem de tarde, no posto de gasolina que trabalhava, na Avenida do Estado, em Balneário Camboriú. Conduzida para a DIC e interrogada, ela confirmou a versão de “Juninho” e apontou os outros envolvidos. Porém, disse que “Juninho” lhe pediu para arrumar um pessoal para matar a vítima Leonardo.

Diante disso, foi representado, na mesma tarde, pela prisão preventiva de “Juninho” e Josiane. Depois de deferidas, as ordens judiciais foram cumpridas no início da noite de ontem. Após os procedimentos policiais, os suspeitos foram encaminhados ao presídio de Itajaí.

Segundo o Delegado da DIC, as investigações continuam para localizar os demais envolvidos e também para identificar o autor dos disparos que mataram as vítimas, bem como verificar quais dos envolvidos estavam no momento do roubo e no momento em que as vítimas foram mortas.


COMENTE ABAIXO ⬇

Receba as notícias do Click Camboriú pelo Telegram

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Dia das Mães: Maislaser vai presentear 100 pessoas com 10 sessões de depilação a laser

Ganham as 100 primeiras pessoas que ligarem para (47) 3011-0611 ou 3011-0211, ou entrarem em contato pelo WhatsApp 047 99273-2191
- PUBLICIDADE -
Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.