Funcionária que desviou 360 mil reais de construtora é presa

Publicado em

- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

emanoeleA Polícia Civil de Balneário Camboriú, por meio da Divisão de Investigação Criminal (DIC), prendeu em flagrante Emanoele Angelita Ronconi, de 29 anos, nesta terça-feira (9) no Centro de Balneário Camboriú, pelo cometimento do crime de furto qualificado.

Emanoele era funcionária da construtora RG Empreendimentos, localizada no Centro da cidade, sendo que no momento da prisão se encontrava na empresa, e com ela foi apreendido um comprovante de transferência on-line no valor de R$ 3.563,00 (três mil quinhentos e sessenta e três reais), creditado em benefício de um Asilo de Itajaí, local onde o pai de Emanoele está internado.

A DIC – Divisão de Investigação Criminal há uma semana foi comunicada pelo proprietário da empresa acerca do crime, que vinha sendo perpetrado desde o mês de maio do ano de 2011, e desde então foram encetadas diversas diligências, restando apurado através da análise dos documentos apresentados pela instituição financeira, que neste período Emanoele subtraiu R$ 356.117,51.

A indiciada exercia a função de assistente administrativo na empresa, sendo a responsável pela emissão de boleto e controle do saldo, mediante a apresentação de extratos bancários, sendo a funcionária de confiança do proprietário da empresa, com sede na cidade de Balneário Camboriú – SC, e filial em Curitiba/PR.

O crime era operacionalizado por meio da internet, consistindo no pagamento de contas diversas, e transferência para suas contas pessoais, bem como contas de terceiros, inclusive, para a conta de seu namorado residente na cidade de Cuiabá. Com os proveitos do crime, Emanoele adquiriu um veículo que foi apreendido, bem como pagava o aluguel no valor de R$ 1,8 mil reais mensais.

Durante as investigações restou apurado que Emanoele mantinha um alto padrão de vida, embora sua remuneração mensal fosse de R$ 1.300,00, sendo uma das características a extravagância. Na residência foi apreendido um vestido adquirido pela importância de R$ 3 mil reais, além de vários outros bens que foram adquiridos com os proveitos do crime restaram apreendidos.

A conta bancária da empresa, a qual Emanoele tinha ingerência, foi monitorada, e assim que cometeu um novo crime, a vítima comunicou o fato, sendo efetuada a prisão em flagrante e atuada por infração ao artigo 155, § 4º, inciso II, furto qualificado mediante abuso de confiança e fraude, pois depois de realizar a subtração dos valores, Emanoele manipulava os extratos, apresentando ao seu patrão dados inverídicos.

O delegado responsável pelo caso, Osnei Valdir de Oliveira, disse que as contas bancárias das quais Emanoele era mantenedora, foram identificadas, sendo representado pelo sequestro dos valores nelas existentes. Ao todo os crimes causaram um prejuízo que ultrapassou R$ 360 mil reais, contudo, acredita-se pelas novas evidências, que esse valor seja maior.

Após os procedimentos cartorários, Emanoele foi conduzida para o Presídio Regional de Itajaí, onde permanece à disposição da Justiça.

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

- Publicidade -