- PUBLICIDADE -

Guarda Municipal realiza 957 prisões em 11 meses

Os dados divulgados mostram um aumento de 53,12%, com relação ao mesmo período do ano passado, onde foram executadas 625

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Camboriú Play recebe o youtuber Natan Por Aí nesta sexta-feira, 12

O podcast acontece ao vivo às 13h30, pelo canal do Camboriú Play no YouTube
Operação GM 4
Divulgação

A Guarda Municipal de Balneário Camboriú realizou 957 prisões ou conduções até o final do mês de novembro. Os dados divulgados nesta segunda-feira (04), mostram um aumento de 53,12%, com relação ao mesmo período do ano passado, onde foram executadas 625.

Entre as principais ocorrências atendidas estão 165 por posse de drogas, 110 mandados de prisão, 96 por furtos, 71 por tráfico de drogas, 44 de recuperação de veículos e 12 por apreensão de armas. O secretário de Segurança, Antônio Gabriel Castanheira destacou a eficiência da Guarda Municipal. “Estamos instaurando um novo sistema de trabalho na cidade, retirando os pontos fixos, o que se mostrou efetivo, pois os números estão mostrando isso. Agora com a instalação dos totens, vamos aliar a tecnologia ao nosso serviço”, disse Castanheira.

As operações de saturação, outra novidade da Guarda Municipal neste ano, fortificou as rondas em regiões específicas. “Após uma solicitação do prefeito Fabrício Oliveira, iniciamos as operações de saturação nos bairros, onde fazemos abordagens preventivas e informativas em uma aproximação com a comunidade, além de abordagens a pessoas com atitudes suspeitas”, explicou o secretário.

A Guarda Municipal conta com 140 guardas, divididos em seis grupos especializados.


COMENTE ABAIXO ⬇

Telegram: participe do canal do Click Camboriú

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de Balneário Camboriú e região em seu e-mail.

⚠ Confirme na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Como a cannabis medicinal tem ajudado famosos e não famosos

A Huniq, empresa de cannabis medicinal instalada em Itajaí, é responsável pelo tratamento das quatro histórias apresentadas nessa reportagem
- PUBLICIDADE -