- PUBLICIDADE -

Cooperação deverá garantir a segurança da alta temporada em Balneário Camboriú

O encontro expôs o que cada uma das corporações de segurança irão oferecer entre dezembro e fevereiro para combater a criminalidade

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Comece bem o verão com marmitas caseiras da Light Food BC

Por sua qualidade de vida e saúde, nos dias quentes mantenha uma alimentação saudável com as marmitas da Personal Chef Fit Kris Borba

Silvia Bomm / Divulgação
Silvia Bomm / Divulgação

A segurança pública durante a pré-temporada e também na alta estação, em Balneário Camboriú, foi o assunto de ordem da reunião do Conselho Municipal de Turismo (COMTUR) realizada na quarta-feira, 19, no salão de eventos do Sibara Flat Hotel e Convenções, no centro da cidade.

Com a “casa cheia“, o encontro expôs os principais obstáculos a serem vencidos para a tranquilidade do período, também, o que cada uma das corporações de segurança irão oferecer entre dezembro e fevereiro para combater a criminalidade.

A Secretaria de Turismo e Desenvolvimento Econômico, que ocupa a vice-presidência da entidade por meio da turismóloga Luciana Vargas, participou do encontro que ofereceu, ainda, uma pequena conversa com a comitiva japonesa formada por oficiais de segurança comunitária e com a Secretaria Nacional de Segurança – Senasp, sobre a parceria que prevê a multiplicação da Polícia Comunitária em Santa Catarina.

O grupo oriental convidado, foi formado por Hisami Osashi e Yuji Kakagawa, que são policiais no Japão, Daisuke Kobayashi, representante da Agência Japonesa de Cooperação Internacional (JICA) no Brasil, e Luciano Ramos Ribeiro, representante da SENASP – Secretaria Nacional de Segurança Pública.

A comitiva esclareceu porque Santa Catarina está entre os oito estados escolhidos para disseminar a filosofia de Polícia Comunitária no país. Atualmente, são três estados que contribuem para difundir esta prática – São Paulo, Minas Gerais e Rio Grande do Sul, por meio de um acordo com o Ministério da Justiça do Brasil/ SENASP, em 2015. O objetivo da visita também foi o de motivar parcerias por meio do Acordo de Cooperação entre Brasil e Japão. Japão é considerado modelo na filosofia de policiamento comunitário.

Logo depois de a Comitiva se apresentar e se retirar da sessão, conselheiros do COMTUR debateram o problema da venda de bebidas alcóolicas para menores no centro da cidade e nas casas noturnas. Segundo a conselheira Ana Santos, houve redução na vinda de chilenos a Balneário Camboriú, porque os estudantes menores de idade que vêm do Mercosul, na maioria das vezes, não encontram barreiras para conseguir bebidas em bares, lanchonetes e baladas. “Também necessitamos que as forças de segurança estejam atentas realizando um trabalho de prevenção a assaltos nas principais vias”.

Já o gerente do Sibara Flat, Osny Maciel, e a proprietária do Hotel Geranium, Dirce Fistarol, que também é presidente do Comtur e que presidiu a sessão, afirmaram que seus estabelecimentos já aplicam normas severas como proibição de entrada de bebidas alcóolicas em suas dependências. “Inclusive temos aplicado multas”, complementa Osny. Sobre esse aspecto, ficou decidido que haverá uma nova reunião extraordinária do Comtur com os principais comandos de segurança e entidades do trade do turismo, para tratar com mais profundidade deste assunto, e definir ações pontuais para tentar evitar esse tipo de problema na cidade.

Forças unidas

Na continuidade da sessão, o secretário de Segurança do município, Geraldo Barizon, o comandante da Polícia Militar, José Evaldo Hoffmann Júnior, a Delegada Regional de Polícia Civil, Magali Ignácio, e o comandante Tenente Coronel Eduardo de Lima, do Corpo de Bombeiros em Balneário Camboriú, relataram seus trabalhos para o verão.

O comandante da PM, Tenente Coronel Evaldo, iniciou, explicando o planejamento da PM, para os próximos meses. Neste mesmo período do ano passado, a PM chegou a atender aproximadamente 9,5 mil ocorrências e contou com o trabalho de 236 profissionais militares, 79 deles como reforço e 24 nas ações especiais. Conforme explicou, haverá novamente incremento do efetivo, implantação de bases móveis, policiamento em cavalaria nos bairros, operações de varredura com Batalhão de Choque, operações com cães (K9), 80 policiais somente nas barreiras fixas (barreiras) e o patrulhamento aéreo da orla, entre outras ações, que reforçarão o serviço militar do verão.

Já a delegada regional civil, Magali, comemora a construção do complexo policial civil em Camboriú com 2,3 mil metros quadrados, que deverá dar um bom suporte aos policiais civis da região, mas lamentou a burocracia, que emperrou a construção da Delegacia de Balneário Camboriú, onde haveria uma Polícia Especializada para o Turismo. Na temporada, ela afirmou que virão 22 policiais civis para dar reforço ao trabalho investigativo, para região, com ênfase em Balneário Camboriú, Camboriú e Itapema.

O tenente e comandante dos Bombeiros, Eduardo de Lima, informou que 55 bombeiros civis estarão atuando no pico da temporada, e que na nova sede, que já funciona próximo ao Fórum de Balneário Camboriú, foi instalado um heliponto que dará suporte às operações aéreas. Também estarão reforçando o verão, equipamentos e materiais, viaturas, embarcações e helicóptero. “Infelizmente, temos material de primeiro mundo, mas não temos o número de bombeiros que gostaríamos. Mas temos certeza de que a parceria entre a Polícia Militar, a Secretaria de Segurança do município e a Polícia Civil irá minimizar o problema da falta de efetivo da nossa corporação na cidade”, analisa De Lima.

A explanação do secretário Barizon ficou prejudicada pelo tempo, mas rapidamente ele colocou que a Secretaria estará à disposição para as parcerias preventivas e ostensivas, já que a pasta municipal se mantém estruturada não só durante a temporada, mas o ano todo. Na próxima reunião haverá exposição ampla da Secretaria de Segurança de Balneário Camboriú, sobre o planejamento para a alta temporada.


COMENTE ABAIXO ⬇

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Mesmo com a pandemia, coleta para reciclagem aumentou 31% neste ano

Ainda em 2019, a coleta de recicláveis deu um salto em BC em decorrência da implantação de novas políticas públicas
- PUBLICIDADE -

Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.