- PUBLICIDADE -

34% dos pacientes não comparecem nas consultas com especialistas em Itajaí

O prejuízo financeiro estimado com as faltas em consultas neste ano é de aproximadamente R$ 3 milhões

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Trader Jader Nogueira exibe ganhos milionários e contraria matéria do Fantástico

Publicação na rede social do influenciador viralizou e pessoas se identificaram
medico itajai
Divulgação

As unidades de saúde de Itajaí registraram, de janeiro a outubro deste ano, um índice de 34% de faltas de pacientes em consultas com especialistas. O não comparecimento também afeta as consultas médicas nas unidades básicas de saúde: quase 20% faltam aos agendamentos. 

Nas unidades de saúde, os profissionais tentam sensibilizar a população para que avise antecipadamente se não puder comparecer a uma consulta agendada. Neste ano, foram registradas 52.632 faltas em consultas com médicos clínicos, pediatras e ginecologistas que atendem nas unidades básicas – o número representa 16,35% do total de 269.104 consultas realizadas no período.

Sempre que possível, as unidades de saúde tentam remanejar outros pacientes no lugar dos que faltam. No caso das consultas com médicos especialistas, o remanejamento de vagas fica mais difícil se não for comunicado com antecedência mínima de 48h.

De janeiro a outubro, foram agendadas 26.822 consultas por meio do Sistema de Regulação (Sisreg). Deste total, 17.554 foram realizadas e 9.268 não ocorreram por falta do paciente (34%). As principais faltas são em consultas com neurologista (adulto), cardiologista (adulto), ortopedista, endocrinologista e proctologista.

“Esse número de faltas nos preocupa porque temos uma demanda alta por consultas especializadas, fazendo com que os usuários do SUS tenham que ficar mais tempo na fila de espera”, afirma o diretor de Regulação da Secretaria de Saúde de Itajaí, Marcelo Miles.

Além do atraso no andamento da fila, as ausências não justificadas provocam impactos financeiros com profissionais ociosos, diminuem o acesso da população aos serviços e ainda podem interromper o tratamento que está sendo feito. O prejuízo financeiro estimado com as faltas em consultas neste ano é de aproximadamente R$ 3 milhões, sendo que a consulta com médico do município custa em média R$ 50 cada.

 


COMENTE ABAIXO ⬇

Fique bem informado com as notícias do Click Camboriú através do Telegram

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

UniAvan promove plantão de matrículas neste sábado com desconto exclusivo

Novos alunos ganharão desconto de 20% na primeira mensalidade de cursos presenciais; Quem optar por graduação EAD começa a pagar só em julho de 2021
- PUBLICIDADE -
Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.