Unidade de saúde de Itajaí realiza ultrassom ecológico em gestantes

Cerca de 20 mulheres participaram da ação nesta quarta-feira, 28

Publicado em

- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

Divulgação

As batidas do coração dos bebês emocionaram as mamães que fizeram pela primeira vez um ultrassom ecológico nesta quarta-feira, 28, na unidade de saúde do Imaruí. A atividade foi proporcionada pelas equipes da Estratégia Saúde da Família (ESF) com o objetivo de valorizar o momento da gestação e ampliar o vínculo entre os profissionais do posto e as pacientes.

Para Caroline Leite Rodrigues, 20 anos, o momento do ultrassom ecológico foi mágico. A dona de casa conta que adorou a experiência e se emocionou ao ouvir o coração do bebê. “Eu costumo frequentar o grupo de gestantes da unidade e cada vez é uma experiência diferente. Achei muito legal poder ver a posição que o bebê está na minha barriga, nem imaginava”, afirma.

A enfermeira Maria Rita Bonatto Succo, que fez os ultrassons ecológicos na unidade, explica que a técnica é uma forma lúdica de mostrar para as gestantes o que se passa dentro do seu corpo nesse período e conscientizá-las de que não é necessário fazer tantos ultrassons clínicos. “Nesse ultrassom, primeiro a gente escuta o coração do bebê com o equipamento, depois faz a apalpação para ver exatamente a posição do bebê e desenhá-lo na barriga da mãe“, comenta.

Surpresa e carinho

As gestantes do bairro foram surpreendidas pela iniciativa da unidade de saúde – nenhuma delas sabia o que estava aguardando na reunião mensal do grupo. Além do ultrassom, as mamães também receberam maquiagem e um ensaio fotográfico. “Eu achava que iríamos ter uma palestra ou alguma orientação sobre a gestação e quando cheguei tivemos um dia de princesa“, afirma a dona de casa Marinês Soares, 20 anos.

Os grupos de gestantes ocorrem mensalmente e são organizados pelas duas equipes da Estratégia Saúde da Família da unidade. Nos encontros, as mamães recebem orientações sobre sexualidade, amamentação, higiene bucal do bebê, primeiros cuidados, entre outras informações. “Ações como essa têm o objetivo de acolher e valorizar as gestantes que frequentam a unidade e aumentar o vínculo que temos com a comunidade. Com os grupos, conseguimos aumentar a confiança das pacientes nos profissionais, estimulando o acompanhamento pré-natal”, pontua o enfermeiro da ESF, Ricardo Girelli Ilha.

E o resultado das iniciativas se reflete diretamente no atendimento das pacientes: “a equipe é muito atenciosa e isso fortalece o vínculo que temos, criamos uma amizade com eles”, completa a dona de casa Caroline Leite Rodrigues.

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

- Publicidade -