Prefeitura de Itajaí promove campanha de vacinação contra o HPV nas escolas

Meninos de 11 a 14 anos e meninas de nove a 14 anos devem fazer a vacina contra o papilomavírus

Publicado em

- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

Arquivo Secom/Rafaela Martins

Para reforçar a imunização dos adolescentes contra o HPV, a Secretaria de Saúde de Itajaí iniciou uma campanha de vacinação nas escolas do município. A medida visa aumentar a cobertura vacinal contra o papilomavírus em meninas de nove a 14 anos e em meninos de 11 a 14 anos, além de levar informações sobre a prevenção do câncer. De janeiro até esta sexta-feira, 23, o município já fez 2.653 doses da vacina, tanto em meninos como em meninas.

A vacinação nas escolas está sendo desenvolvida pelas unidades básicas de saúde em parceria com a Secretaria de Educação. A iniciativa também faz parte da estratégia estadual de prevenção contra a doença. As escolas do município já começaram a distribuição de materiais informativos sobre o HPV e de documentos para que os pais ou responsáveis pelos adolescentes autorizem a vacinação no colégio.

Cada unidade já estabeleceu um cronograma de ações para desenvolver nas escolas, tanto da rede pública quanto da rede privada. O objetivo é passar por todas as instituições até o final de julho”, explica a diretora da Vigilância Epidemiológica, Sandra Ávila.

A vacina contra o HPV protege, especialmente, contra o câncer de colo de útero, principal doença causada pelo HPV nas mulheres. Já a vacinação nos meninos contribui para o aumento da proteção das meninas, evitando ainda a ocorrência de cânceres de pênis, ânus, orofaringe e de verrugas genitais – doenças diretamente relacionadas ao HPV.

Ampliação no calendário

Neste mês, o Ministério da Saúde ampliou a faixa etária de vacinação para o público masculino. Todos os meninos entre 11 e 14 anos devem receber a vacina contra o HPV, que vinha sendo oferecida, desde janeiro, apenas para meninos entre 12 e 13 anos. Além disso, essa faixa etária será ampliada gradativamente até igualar a das meninas, ou seja, nove a 14 anos. Ao todo, devem ser feitas duas doses da vacina com intervalo de seis meses. Jovens entre nove e 26 anos vivendo com HIV/Aids também devem ser vacinados, sendo necessárias três doses para a imunização.

O HPV é transmitido pelo contato direto com pele ou mucosas infectadas, na maioria das vezes, através da relação sexual desprotegida. É altamente contagioso, sendo possível infectar-se com uma única exposição ao vírus. Pessoas infectadas podem não apresentar lesões visíveis e transmitir o HPV sem saber.

É muito importante que os jovens façam as duas doses da vacina, porque somente dessa forma estarão protegidos da doença”, pontua Sandra Ávila.

Outra novidade no calendário vacinal de 2017 é que meninos e meninas de 12 a 13 anos também serão imunizados contra meningite C. Até o ano passado, apenas crianças de 3, 5 e 12 meses eram vacinadas contra a doença, considerada grave e de rápida evolução. A vacina contra a meningite C também será disponibilizada nas escolas para os adolescentes.

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

- Publicidade -