Município de Itajaí fiscaliza estabelecimentos que contribuem para proliferação do Aedes Aegypti

Na segunda-feira, 22, fiscais da Vigilância Sanitária, Famai e Secretaria de Urbanismo visitaram três locais irregulares

Publicado em

- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

Divulgação

Fiscais da Vigilância Sanitária, Secretaria de Urbanismo e Fundação do Meio Ambiente (Famai) vistoriaram, na segunda-feira (22), três empresas que têm apresentado focos positivos do Aedes Aegypti. Os locais fiscalizados estão sendo monitorados pela Secretaria de Saúde de Itajaí e um deles já tinha recebido notificação para regularizar sua situação.

Além do monitoramento, na segunda-feira, dois comércios visitados também foram intimados pela Secretaria de Urbanismo e pela Vigilância Sanitária para adequarem suas instalações. Os locais fiscalizados ficam nos bairros Cordeiros, São Vicente e Barra do Rio.

A fiscalização é uma ação organizada pela Sala de Situação municipal de combate à dengue e ocorre a cada 15 dias. O objetivo é fazer com que empresas que descumprem a legislação vigente regularizem sua situação o mais breve possível, cobrindo pátios e evitando o acúmulo de água, bem como a proliferação do mosquito transmissor da dengue, chikungunya e zika vírus. Até agora quase 50 estabelecimentos foram vistoriados pela força-tarefa.

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

- Publicidade -