- PUBLICIDADE -

Balneário Camboriú não tem registro de casos de dengue, chikungunya e zika contraídos na cidade

Apesar de nao ter nenhum caso de dengue, BC está com 687 focos do Aedes aegypti confirmados

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Dia das Mães: Maislaser vai presentear 100 pessoas com 10 sessões de depilação a laser

Ganham as 100 primeiras pessoas que ligarem para (47) 3011-0611 ou 3011-0211, ou entrarem em contato pelo WhatsApp 047 99273-2191

07 03 17 Mutirão Combate a Dengue foto Sergio Augustin 9
Divulgação

Historicamente, o mês de março é o que apresenta o maior número de focos positivos do mosquito Aedes aegypti em Balneário Camboriú. A chuva e o calor são os principais motivos da proliferação. Até agora, Balneário Camboriú está com 687 focos do Aedes aegypti confirmados, são 160 a mais que o ano passado. Apesar do número de focos positivos do mosquito, nenhum caso de dengue, chikungunya e zika foi registrado na cidade.

Com relação a dengue, foram registrados 23 casos suspeitos de residentes na cidade, mas nenhum confirmado. Já de não residentes, foram avaliados 17 casos e dois deles, de turistas, foram confirmados. As pacientes contraíram dengue na cidade de Três Corações, em Minas Gerais, onde moram.

Estratégias de combate ao mosquito

Em Balneário Camboriú o combate ao mosquito Aedes aegypti é mantido durante todo o ano. São 30 agentes que percorrem diariamente os bairros da cidade e verificam as 303 armadilhas espalhadas em pontos estratégicos.

A cidade turística adotou medidas especiais para combater o mosquito e orientar a população. Durante a temporada, a equipe se divide para vistoriar prédios e casas de veraneio, que geralmente ficam fechadas durante o ano. O município também tem uma equipe especial para vistoriar a construção civil. Os agentes percorrem obras e orientam pedreiros, serventes e mestres de obras sobre os cuidados durante as construções.

Desde 2014 o município é considerado infestado, sendo que o nível atual de infestação é de 80%. Os bairros com maior concentração do mosquito são o Centro – justamente pelo elevado número de turistas, seguido por Nações e Municípios. No mês de março um mutirão de combate ao Aedes aegypti foi realizado no Bairro das Nações, de onde foram recolhidos três caminhões caçambas cheios de entulhos, que poderiam ser criadouros do mosquito.


COMENTE ABAIXO ⬇

Receba as notícias do Click Camboriú pelo Telegram

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

- PUBLICIDADE -
Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.