1º Simpósio de HIV/AIDS de BC marca o final da Semana de Luta Contra a AIDS

Publicado em

- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

Cerca de 150 pessoas prestigiaram 1º Simpósio de HIV/ AIDS de Balneário Camboriú, que fechou a Semana de Luta Contra a AIDS. O evento foi realizado durante quinta e sexta-feira (5 e 6), no Auditório da Universidade do Vale do Itajaí (Univali), campus Balneário Camboriú, e reuniu profissionais na área da saúde, comunidade e também representantes da Polícia Militar e Guarda Municipal.

O secretário de Saúde de Balneário Camboriú, Marco Otilio, iniciou as palestras apresentando uma retrospectiva de casos de AIDS e HIV no Brasil. Ele destacou as regiões com o maior índice de contágio no país de acordo com o boletim liberado pelo Ministério da Saúde no dia 2 deste mês. “É alarmante, pois Santa Catarina está em segundo lugar com a maior taxa de detecção do vírus no país”, conta. Otilio frisou ainda que a Prefeitura de Balneário Camboriú está em busca de novas medidas preventivas para aumentar a conscientização das pessoas.

Os participantes também puderam participar e tirar dúvidas durante a Mesa Redonda, uma pausa para interação com a plateia, intercalada a cada duas ou três palestras durante o Simpósio. “Foi muito bom e interessante, os palestrantes abordaram as atuais situações em nossa região. O que nos faz refletir, pois muitas pessoas ainda ignoram um ato simples na hora de prevenir”, observa o auxiliar de enfermagem do Ambulatório de Especialidades Ruth Cardoso, Fabio José Pozzobon.

Já a técnica de enfermagem da Unidade de Estratégia Saúde da Família (ESF) do bairro da Barra, Laura de Camargoi, enfatizou que durante os dois dias de Simpósio foram “de total esclarecimento de uma questão muito ampla. Na minha profissão, vejo a cada dia novos casos. São pessoas diferentes com culturas diferentes e temos que atuar com o comportamento do ambiente familiar de cada um para influenciar na aceitação da doença e iniciar o tratamento.

O Simpósio recepcionou a Dr.ª Marinella Della Negra, a infectopediatra responsável pela chegada do primeiro tratamento de crianças para o Brasil. Durante a palestra, ela pontuou “que o caminho é a conscientização. Devemos trabalhar isso com a comunidade. Tratar um paciente com HIV é tão importante quanto a questão de conseguir a responsabilidade da mãe com o seu filho, ou com a pessoa responsável pela criança, pois o trabalho de adesão tem que ser feito”.

Alessandra Kaestner Enríquez, diretora de Divisão de Saúde de Balneário Camboriú, analisou que a AIDS/HIV, é um tema que desperta interesse em todas as categorias profissionais. Como foi evidenciado com a Guarda Municipal, que atua em situações delicadas no cotidiano. “A Semana de Luta Contra a AIDS, foi um sucesso. Este evento foi abrilhantado pela presença de profissionais altamente gabaritados como Dr.ª Marinella Della Negra e o Dr. Jamal Suleiman, por exemplo”, lembra, e destaca que em Balneário Camboriú, as pessoas podem procurar o Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA) e o Centro Integrado Solidariedade e Saúde (CISS).

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

- Publicidade -