- PUBLICIDADE -

Quadro clínico de pacientes com meningite é estável

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Comece bem o verão com marmitas caseiras da Light Food BC

Por sua qualidade de vida e saúde, nos dias quentes mantenha uma alimentação saudável com as marmitas da Personal Chef Fit Kris Borba

Os casos foram identificados pela Secretaria Municipal de Saúde, após acompanhamento da Diretoria de Vigilância Epidemiológica, na tarde da última quarta-feira (14). Os três pacientes, que residem em Itajaí, tem menos de um ano de idade e estão em tratamento no Hospital Infantil Pequeno Anjo. Todos tem quadro clínico estável e passam bem.

“A incidência de meningite em Itajaí teve uma queda considerável, se compararmos com o mesmo período do ano passado quando registramos apenas no mês de julho oito casos da doença”, afirma a enfermeira responsável pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica, Maria Helena Galabarof Toth.

Além dos três casos registrados em Itajaí, outras três crianças que residem em Navegantes e Camboriú também permanecem em tratamento – duas no Hospital Infantil Pequeno Anjo e uma no Hospital Marieta – totalizando seis casos de meningite na região. Um desses casos já havia sido notificado no último dia nove de julho.

A meningite é um processo inflamatório das meninges (membrana que envolve o cérebro e a medula) e pode ser causada por diversos agentes infecciosos como bactérias, vírus e fungos, e também por outros agentes não infecciosos como traumatismo craniano. Sua transmissão ocorre de pessoa para pessoa através das vias respiratórias por gotículas de secreções da nasofaringe.

Os principais sinais e sintomas da meningite são: febre, dor de cabeça intensa, vômito, irritação meningea (rigidez de nuca), irritabilidade ou agitação, choro persistente, recusa alimentar acompanhada ou não de vômito, convulsões e abaulamento da fontanela (moleira) podendo evoluir para formas graves em 24 a 48 horas.

As pessoas que apresentarem suspeita de meningite devem passar por avaliação médica hospitalar, onde a hospitalização será imediata, bem como a coleta de líquor e exames laboratoriais. É necessário isolamento do suspeito nas primeiras 24 horas de tratamento com antibiótico.

“Como estratégia para prevenção e controle, a população deve manter a higiene corporal e ambiental, mantendo ambientes domiciliares e ocupacionais ventilados, evitando aglomero de pessoas em ambientes fechados, manter esquema básico de imunização atualizado e alimentação adequada são algumas medidas capazes de prevenir a meningite”, orienta o Secretário Municipal de Saúde, Lírio Eing.

As vacinas contra meningite são específicas para determinados agentes causadores. Algumas fazem parte do calendário básico de vacinação da criança, como por exemplo, a vacina HIB que previne as infecções causadas por Haemophilus influenzae do tipo B. Esta vacina faz parte do calendário básico de vacinação infantil e é recomendada para menores de um ano no esquema de três doses com intervalo de 60 dias entre as doses e é aplicada juntamente com a vacina DPT, compondo a vacina tetravalente.

Desde o inicio de 2010, o Ministério da Saúde também está disponibilizando a vacina PNEUMO10, que deve ser administrada a partir do 2º mês de vida, sendo três doses e mais uma dose de reforço. A Secretaria Municipal de Saúde de Itajaí disponibiliza estas vacinas em todas as unidades de saúde.


COMENTE ABAIXO ⬇

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Mesmo com a pandemia, coleta para reciclagem aumentou 31% neste ano

Ainda em 2019, a coleta de recicláveis deu um salto em BC em decorrência da implantação de novas políticas públicas
- PUBLICIDADE -

Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.