- PUBLICIDADE -

Quadro clínico de pacientes com meningite é estável

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

PagAuto vende seu veículo em 50 minutos: em BC, Itajaí e Floripa

Na PagAuto seu veículo é vendido com avaliação profissional e pagamento na hora em uma negociação 100% segura

Os casos foram identificados pela Secretaria Municipal de Saúde, após acompanhamento da Diretoria de Vigilância Epidemiológica, na tarde da última quarta-feira (14). Os três pacientes, que residem em Itajaí, tem menos de um ano de idade e estão em tratamento no Hospital Infantil Pequeno Anjo. Todos tem quadro clínico estável e passam bem.

“A incidência de meningite em Itajaí teve uma queda considerável, se compararmos com o mesmo período do ano passado quando registramos apenas no mês de julho oito casos da doença”, afirma a enfermeira responsável pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica, Maria Helena Galabarof Toth.

Além dos três casos registrados em Itajaí, outras três crianças que residem em Navegantes e Camboriú também permanecem em tratamento – duas no Hospital Infantil Pequeno Anjo e uma no Hospital Marieta – totalizando seis casos de meningite na região. Um desses casos já havia sido notificado no último dia nove de julho.

A meningite é um processo inflamatório das meninges (membrana que envolve o cérebro e a medula) e pode ser causada por diversos agentes infecciosos como bactérias, vírus e fungos, e também por outros agentes não infecciosos como traumatismo craniano. Sua transmissão ocorre de pessoa para pessoa através das vias respiratórias por gotículas de secreções da nasofaringe.

Os principais sinais e sintomas da meningite são: febre, dor de cabeça intensa, vômito, irritação meningea (rigidez de nuca), irritabilidade ou agitação, choro persistente, recusa alimentar acompanhada ou não de vômito, convulsões e abaulamento da fontanela (moleira) podendo evoluir para formas graves em 24 a 48 horas.

As pessoas que apresentarem suspeita de meningite devem passar por avaliação médica hospitalar, onde a hospitalização será imediata, bem como a coleta de líquor e exames laboratoriais. É necessário isolamento do suspeito nas primeiras 24 horas de tratamento com antibiótico.

“Como estratégia para prevenção e controle, a população deve manter a higiene corporal e ambiental, mantendo ambientes domiciliares e ocupacionais ventilados, evitando aglomero de pessoas em ambientes fechados, manter esquema básico de imunização atualizado e alimentação adequada são algumas medidas capazes de prevenir a meningite”, orienta o Secretário Municipal de Saúde, Lírio Eing.

As vacinas contra meningite são específicas para determinados agentes causadores. Algumas fazem parte do calendário básico de vacinação da criança, como por exemplo, a vacina HIB que previne as infecções causadas por Haemophilus influenzae do tipo B. Esta vacina faz parte do calendário básico de vacinação infantil e é recomendada para menores de um ano no esquema de três doses com intervalo de 60 dias entre as doses e é aplicada juntamente com a vacina DPT, compondo a vacina tetravalente.

Desde o inicio de 2010, o Ministério da Saúde também está disponibilizando a vacina PNEUMO10, que deve ser administrada a partir do 2º mês de vida, sendo três doses e mais uma dose de reforço. A Secretaria Municipal de Saúde de Itajaí disponibiliza estas vacinas em todas as unidades de saúde.


COMENTE ABAIXO ⬇

Telegram: participe do canal do Click Camboriú

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

- PUBLICIDADE -
Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.