Registrada primeira morte por Gripe A neste ano em BC e SC

Publicado em

- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

Um jovem de 21 anos é a primeira vítima da gripe A neste ano em Santa Catarina. A Secretaria de Estado da Saúde confirmou a morte, em decorrência da Influenza H1N1, em Balneário Camboriú no sábado, dia 12 — data em que foi concluída a campanha de vacinação contra a gripe no Estado, que imunizou cerca de 2,7 milhões de pessoas.

O jovem foi internado com um quadro considerado grave, no dia 9 de junho, na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Santa Inês, em Balneário Camboriú. Ele não havia se vacinado contra a gripe, apesar de estar incluído entre os grupos com direito à imunização gratuita pelo Sistema Único de Saúde (SUS). O resultado do exame saiu na sexta-feira, 11 de junho, um dia após a coleta do material.

— O grupo dele foi o segundo a poder ser imunizado, mas de acordo com familiares ele não quis —  afirmou Luis Antonio Silva, diretor da Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (Dive).

Segundo o secretário de Saúde do município, José Roberto Spósito, o paciente havia viajado dias antes e teria contraído a gripe em outro local, ainda não confirmado. A Secretaria de Estado da Saúde, porém, afirma que não havia a informação de viagem no prontuário do paciente.

Monitoramento

A Secretaria da Saúde vai monitorar todas as pessoas que tiveram contato com o jovem. Conforme a assessoria de comunicação da Secretaria Estadual, a população jovem foi a única que não atingiu a meta da campanha de vacinação pelo Sistema Único de Saúde (SUS) na cidade.

— É a faixa etária que tem o maior risco de contaminação por frequentar bares, boates. Mas, infelizmente, a população de 20 a 29 anos foi a que menos se vacinou na cidade, com 70% da meta. Nem todos se conscientizam da importância da vacina — lamenta Spósito.

Histórico

Por enquanto, foram investigados cerca de 480 casos suspeitos de gripe A, em Santa Catarina. Destes, dois foram confirmados. O de um homem de 34 anos em Papanduva, no Norte do Estado e o homem que morreu em Balneário Camboriú.

De acordo com Silva, não há mais chances de haver imunização em Santa Catarina.

— Estamos apenas avaliando o que faremos nos municípios, onde sobraram muitas doses — observa.

A exceção fica para as crianças que precisam tomar a segunda dose. O intervalo mínimo entre uma vacina e outra é de 21 dias.

Paraná

Pelo menos 12 pessoas morreram este ano vítimas da gripe A no Paraná, de acordo com último balanço divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde no início de junho. As cidades de Londrina e Maringá lideram o número de casos confirmados.

A proximidade com o estado vizinho não chega a preocupar a Vigilância.

— É certo que teremos vírus circulando em todo país. Com as pessoas vacinadas aqui em Santa Catarina diminui essa circulação. Com certeza número de casos será menor do que em 2009 (quando 148 pessoas morreram e 3,5 mil foram infectados) — completou Silva.

Fonte: Diario.com.br

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

- Publicidade -