- PUBLICIDADE -

Iniciada nova fase da rede coletora de água pluvial na Avenida Atlântica

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

UniAvan oferta atendimento psicológico a profissionais da ONG Viva Bicho

A ação é realizada pelos acadêmicos dos anos finais do curso de Psicologia e visa o bem-estar das pessoas que trabalham diariamente com os animais

atlantica
Foto: Celso Peixoto

A Prefeitura de Balneário Camboriú começou, na manhã desta segunda-feira (9), as obras da segunda etapa de implantação da rede coletora de água pluvial na Avenida Atlântica, no trecho sul da cidade, numa extensão de 2,4 quilômetros.

De acordo com o secretário de Obras, Valmir Pereira, a primeira frente de trabalho terá início no Calçadão da Central até a Rua 2.000, onde será recortado o asfalto e retirado os canteiros para ser instalada a galeria pluvial, que inicialmente terá uma dimensão de 1,5m por 1m. “Na próxima semana daremos início a segunda frente de trabalho, a partir da Rua 2.000 em sentido a Barra Sul”, explica o secretário. O prazo para o término do trecho sul é de aproximadamente quatro meses.

O prefeito Edson Renato Dias, Piriquito, explica que a obra da parte sul vai eliminar mais 30 extravasores. “Essas obras são uma conquista para os moradores e turistas de nossa cidade, pois acabará de vez com a vazão das águas pelas areias da praia Central, formando as vergonhosas línguas pretas”, afirma o prefeito, salientando que a obra de requalificação tem orçamento de R$ 4,8 milhões e que será executada com recursos próprios do município. No total, as obras de drenagem pluvial na Avenida Atlântica vão eliminar os 43 extravasores de águas pluviais.

A primeira etapa da drenagem foi implantada no final do ano passado, na parte norte da avenida, com 1,6 quilômetro, quando 13 extravasores de águas pluviais que desaguavam sobre as areias da praia foram eliminados. “Todo o planejamento feito para as obras de drenagem na Avenida Atlântica tem o objetivo principal de deixar a praia Central com 100% de balneabilidade, melhorando ainda mais a qualidade de vida da população que aqui vive e de quem nos visita”, completa o prefeito.

Segundo o diretor geral da Empresa Municipal de Água e Saneamento (Emasa), Eduardo Regua, ao mesmo tempo, a equipe técnica da Emasa substituirá a rede de coleta de esgoto entre a Avenida Central e da Rua 2.000, passando dos atuais 150 mm de diâmetro para 300 mm, aumentando a capacidade de vazão. “O diretor lembra, ainda, que no andamento dos trabalhos de substituição da rede coletora de esgoto, todas as ligações irregulares serão vedadas, cabendo aos usuários a sua correção”, aponta Regua.

Durante as obras, o sistema de trânsito será controlado em meia pista da Avenida Atlântica, com atuação orientadora dos Agentes de Trânsito e Guarda Municipal.


COMENTE ABAIXO ⬇

Receba as notícias do Click Camboriú pelo Telegram

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Clínica de odontologia da UniAvan oferece atendimento para cirurgias dentárias

Os procedimentos gratuitos serão direcionados a cirurgias de extração de dentes, remoção de freio, raiz quebrada, tratamento de lesões na boca, dentre outros
- PUBLICIDADE -
Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.