- PUBLICIDADE -

Escola Cívico-Militar será discutida com a comunidade de Itajaí na terça-feira, 14

A intenção é aplicar o projeto na Escola Básica Melvin Jones, se aprovado, o projeto será implementado em toda a unidade e envolverá os 1041 alunos

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Desenvolva as suas habilidades e competências de Liderança

Programas de MBA e Masters da Tear Escola de Negócios englobam participantes com ou sem graduação e é semipresencial com duração de 12 meses
Itajaí pode ser a primeira cidade de SC a ter uma escola municipal militarizada
Divulgação

Avançam as discussões sobre a implantação da Escola Cívico-Militar no Município de Itajaí. A partir das 19h30 da próxima terça-feira, 14.maio.2019, será realizada uma assembleia com os pais e a comunidade para debater o assunto. A consulta pública sobre o projeto será realizada na Escola Básica Melvin Jones, localizada na rua Sebastião Romeu Soares, 640, bairro Cordeiros.

“Nessa reunião vamos apresentar o projeto e ouvir a comunidade, para saber a opinião a respeito da implantação da Escola Cívico-Militar na Melvin Jones. Nosso objetivo é aplicar, principalmente, três pilares nesta unidade: disciplina, valores e meritocracia, valorizando os alunos com excelente desempenho escolar e disciplinar”, afirma o prefeito Volnei Morastoni.

Em reunião na manhã de terça-feira, 7.maio.2019, o prefeito recebeu representantes da Secretaria Municipal de Educação, do Conselho Municipal de Educação (Comed), diretores da Escola Básica Melvin Jones e representantes do Corpo de Bombeiros de Itajaí. A reunião no gabinete serviu para analisar o projeto de implantação da escola com formação cívico-militar, que deve iniciar os trabalhos a partir de agosto.

Ficou acordado que a intenção é aplicar o projeto na Escola Básica Melvin Jones. Com isso, Itajaí se tornará a primeira cidade de Santa Catarina a ter uma escola na Rede Municipal de Ensino com abordagem militar. Se aprovado, o projeto será implementado em toda a unidade e envolverá os 1041 alunos (da pré-escola ao 9º ano).

Detalhes da Escola Cívico-Militar
A Escola Básica Melvin Jones organizará o próprio horário de aulas. O objetivo é instituir encontros de 45 minutos uma vez por semana, para que seja destinada uma hora-aula semanal ao trabalho de tutoria sobre os valores deste projeto.

“Num primeiro momento contaríamos com a atuação de cinco bombeiros militares da reserva, que trabalhariam todas as questões necessárias. A escola Melvin Jones já tem uma sala disponível para esses tutores e também possui câmeras de segurança, que auxiliarão nas atividades”, argumenta Jaqueline Nadir Rebelo Rosa, diretora do Departamento de Ensino Fundamental (DEF).

Os valores do projeto serão trabalhados de acordo com as seguintes normas: Legislação Educacional Nacional vigente; Plano Nacional da Educação; Política Nacional de Alfabetização; Política Nacional de Inclusão; Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Básica e a Base Nacional Comum Curricular. Além disso, também serão abordados a Legislação e o Plano Municipal de Educação.


COMENTE ABAIXO ⬇

Receba as notícias do Click Camboriú pelo Telegram

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Dia das Mães: Maislaser vai presentear 100 pessoas com 10 sessões de depilação a laser

Ganham as 100 primeiras pessoas que ligarem para (47) 3011-0611 ou 3011-0211, ou entrarem em contato pelo WhatsApp 047 99273-2191
- PUBLICIDADE -
Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.