Aula de Circo é a nova atividade do Projeto Oficinas

A oficina funciona nas segundas e quartas-feiras, das 16h às 17h30

Publicado em

- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

Divulgação

Piruetas, fantasias, malabares e pernas de pau. Agora, para os alunos da Rede Municipal de Ensino, será possível brincar e aprender a lidar com todos esses instrumentos através da Oficina de Circo, oferecida pelo Centro Educacional de Atendimento no Contraturno (CEAC) – Projeto Oficinas. As aulas ocorrem no CEM Antonio Lúcio (Rua Itália, nº 977 – Bairro das Nações).

A oficina funciona nas segundas e quartas-feiras, das 16h às 17h30, e começou neste segundo semestre. “Nós tivemos essa proposta de colocarmos uma nova oficina no projeto e deu certo, temos várias crianças interessadas, é uma oficina em que eles interagem bastante”, disse a professora da oficina, Cheril Francine Correa.

A média de idade dos alunos é de oito a 14 anos. De acordo com Cheril, alguns dos instrumentos utilizados são produzidos por ela e pelos próprios alunos com material reciclável. Alguns já seguem o exemplo em casa. “O que mais gosto aqui é de andar de perna de pau. O meu pai me ajudou a afazer uma em casa, então uso ela para praticar”, diz Evelin Cardoso Alves, de oito anos, aluna do 3º ano do CEM Antonio Lúcio.

“Achei a proposta apropriada para o Projeto Oficinas, pois está dentro da nossa visão que é desenvolver habilidades em nossas crianças para ajudá-las no processo de aquisição da aprendizagem da escola formal e da vida. Trata-se de uma oficina bem diferenciada, onde os alunos aprendem com brincadeiras lúdicas”, falou a gestora do CEAC Projeto Oficinas, Márcia Sartori.

A oficina trabalha noções de equilíbrio, com a perna de pau e, futuramente, o slackline e a coordenação motora com os malabares, como claves e bolas. A ideia é que, em 2019, seja posível expandi-la para outras escolas ainda neste ano.

Para fazer a matrícula no Projeto Oficinas o responsável legal do aluno deve ir até a Rua Angelina, s/nº (anexo ao CAIC Ayrton Senna da Silva) – Bairro dos Municípios levando em mãos fotocópias dos próprios documentos como RG, CPF e comprovante de residência e RG e CPF do aluno, bem como atestado de frequência na escola onde estuda. Lembrando que a prioridade das vagas é sempre para alunos dos Centros Educacionais Municipais (CEM’s), seguido pelos de escolas estaduais e, por fim, as instituições privadas.

Laura ainda estava lutando pela vida no leito do hospital, mas não resistiu ao terceiro dia.

Posted by Click Camboriú on Wednesday, September 19, 2018

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

- Publicidade -