- PUBLICIDADE -

Desenvolvimento Social realiza Operação Resgate em viadutos de Itajaí

Ao todo, duas pessoas foram encaminhadas para a Casa de Apoio Social e um casal para a casa de parentes

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Maislaser vai presentear 100 pessoas com 10 sessões de depilação a laser em agosto

10 sessões de depilação a laser em uma área pequena! Não vai perder esse presentão, né?
Desenvolvimento Social realiza Operação Resgate em viadutos de Itajaí
Divulgação

A Secretaria de Desenvolvimento Social do Município de Itajaí promoveu nesta quarta-feira, 22, uma série de abordagens em pontos estratégicos da cidade, em parceria com a Policia Militar e Autopista Litoral. Participaram educadores sociais, a assistentes sociais e equipes de apoio para avaliar as condições de vida de grupos de moradores de rua e andarilhos.

Na primeira abordagem, no elevado da avenida Adolfo Konder, um grupo de pessoas foi encontrado dormindo em condições precárias, em meio ao lixo e resquícios de entorpecentes. Depois de muita conversa eles aceitaram ajuda. Um, inclusive, informou já ter emprego fixo. Outro, aparentando ter cerca de 35 anos, chorou muito e agradeceu pela ajuda. Ele aceitou ser levado a uma clinica de recuperação. Outros participantes do grupo chegaram a se exaltar e fugiram temendo serem presos.

Depois da operação, as equipes chegaram a conclusão de que será necessário colocar grandes no local. Sem que isso seja feito, o viaduto continuará chamando a atenção pelo acúmulo de moradores de rua e andarilhos. Ao todo, duas pessoas foram encaminhadas para a Casa de Apoio Social e um casal para a casa de parentes. Duas caçambas de lixo também foram retiradas do local.


COMENTE ABAIXO ⬇

Telegram: participe do canal do Click Camboriú

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de Balneário Camboriú e região em seu e-mail.

⚠ Confirme na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Como a cannabis medicinal tem ajudado famosos e não famosos

A Huniq, empresa de cannabis medicinal instalada em Itajaí, é responsável pelo tratamento das quatro histórias apresentadas nessa reportagem
- PUBLICIDADE -