- PUBLICIDADE -

Não haverá lockdown em Balneário Camboriú, reafirma prefeito

Apesar do aumento de internações e da taxa de transmissão, a situação será contornada com uma série de novas medidas de enfrentamento ao vírus

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Comece bem o verão com marmitas caseiras da Light Food BC

Por sua qualidade de vida e saúde, nos dias quentes mantenha uma alimentação saudável com as marmitas da Personal Chef Fit Kris Borba

O prefeito de Balneário Camboriú Fabricio Oliveira, realizou uma de uma transmissão ao vivo na página da Prefeitura, onde informou a atual situação da covid-19 na cidade.

Entre as novas informações está a superlotação da UTI do Centro Municipal de Acolhimento e Tratamento da Covid-19 de Balneário Camboriú e o cancelamento da  queima de fogos de artifícios do Réveillon 2021.

Apesar do aumento do número de internações hospitalares e da taxa de transmissão, nos últimos dias, Fabrício frisou que não haverá lockdown em Balneário Camboriú. De acordo com o prefeito a situação será contornada com uma série de novas medidas para o enfrentamento da Covid-19.

Balneário Camboriú foi uma das poucas cidades de Santa Catarina que não desmobilizou sua estrutura par tratamento do coronavírus e manteve todos os leitos e as equipes atuando. Diferente de outros hospitais que desativaram suas estruturas, o que causou a superlotação do Centro Municipal de Tratamento do Coronavírus”, detalhou Fabricio Oliveira.

Desde o dia 15 de novembro, por inúmeras vezes, o município solicitou a transferência de pacientes internados no Centro Municipal de Tratamento do Coronavírus para outras unidades hospitalares, para evitar a superlotação. Hoje, após mais uma tentativa sem sucesso junto a regulação, a direção do hospital notificou à Secretaria de Estado da Saúde, a Regional de Saúde, a 6ª Promotoria de Justiça de Balneário Camboriú e outros órgãos para a imediata transferência de pacientes, tendo em vista que a unidade chegou a ocupação de 100% dos leitos de UTI. O despacho feito pela juíza Adriana Lisboa, da Vara da Fazenda Pública da Comarca de Balneário Camboriú, a respeito dessa manifestação do município, determinou que seja assegurado o equilíbrio da regulação dos pacientes, por meio da disponibilização dos 35 leitos do Hospital Marieta Konder Bornhausen, de forma imediata. Além disso, a decisão judicial também determina que o Estado de Santa Catarina promova a habilitação de 20 leitos de enfermaria no Hospital de Camboriú.

Outra ação anunciada pelo prefeito é a retomada do serviço de busca ativa dos idosos com sintomas e das pessoas com doenças crônicas, com cadastro nas unidades básicas de saúde. Um serviço de telemedicina será acionado na segunda-feira (23), para contatar esses grupos. Também será disponibilizado um número de telefone para que os idosos sintomáticos possam entrar em contato com a Secretaria de Saúde do município.

Outra medida é a abertura de leitos pediátricos no centro Municipal de Tratamento do Covid-19 com dois leitos de emergência e seis leitos de observação. “Mesmo a referência pediátrica sendo o Pequeno Anjo, estamos ampliando esses leitos devido ao aumento do número de crianças infectadas. A expectativa é que esses leitos sejam disponibilizados na próxima semana”, explicou Fabricio.


COMENTE ABAIXO ⬇

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Mesmo com a pandemia, coleta para reciclagem aumentou 31% neste ano

Ainda em 2019, a coleta de recicláveis deu um salto em BC em decorrência da implantação de novas políticas públicas
- PUBLICIDADE -

Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.