Licitação da obra física do Emissário é homologada e execução começará em breve

O Emissário Pressurizado de Esgoto Bruto, que irá contribuir com a revitalização do Rio Marambaia

Publicado em

- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

Foi definida a empresa vencedora da licitação para contratação de empresa de engenharia para execução das obras para implantação do Emissário Pressurizado de Esgoto Bruto, que irá contribuir com a revitalização do Rio Marambaia. A Empresa Municipal de Água e Saneamento (EMASA) homologou na última segunda-feira, 3.jun.2019, o processo licitatório, sendo classificada a empresa SK Tecnologia Subaquática – EIRELI.

Após a assinatura do contrato no prazo máximo de cinco dias úteis, será emitida autorização para início da execução das obras. “A previsão é que a obra inicie ainda no mês de junho, com prazo para execução dos serviços de quatro meses, estando concluída em outubro”, disse o diretor Geral da Emasa, Douglas Costa Beber.

Essa licitação ocorreu na modalidade Tomada de Preço, do tipo menor preço global, com valor final de R$ 1.525.673,04. O valor estimado para essa contratação era de R$ 1.624,713,55, gerando uma economia de R$ 99.040,51. “Entendemos que para possibilitar mais economia e agilidade, a construção do Emissário deveria ser feita em licitações separadas, com lotes para a aquisição dos materiais, por abranger empresas distintas e outra específica para contratação da empresa que executará a obra física. Com esse processo, gerou uma economia total de R$ 1.296.560,94‬, provando que esse era o caminho” ressaltou o diretor da Emasa.

Sobre o Emissário

O Emissário Pressurizado de Esgoto Bruto, que irá contribuir com a revitalização do Rio Marambaia, será feito por dentro da galeria de drenagem da Avenida Atlântica, o que gera menos impacto. Essa nova rede será construída da Rua 2001 (Barra Norte) até a Estação de Recalque da Rua 3700 (Barra Sul – embaixo da ponte do Rio Camboriú), levando toda a contribuição para a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), do Nova Esperança. Será uma rede complementar que irá reduzir significativamente o volume de esgoto da rede atual já defasada, que em determinadas épocas do ano não dá conta da contribuição que chega. Esta obra é projetada para uma demanda que atenda os próximos 30 anos.

“O emissário é uma das ações que planejamos para contribuir com a revitalização do Rio Marambaia, assim como, mais rigor na legislação, uso de tecnologias para melhorar a qualidade e odor da água e a intensificação nas fiscalizações do programa Se Liga na Rede com os lacres que estão sendo feitos em redes irregulares de esgoto, como as que fizemos essa semana. Estamos trabalhando muito para cuidar da qualidade de nossas águas, esse é nosso compromisso”, disse o prefeito Fabrício Oliveira.

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

- Publicidade -