100 pessoas em situação de rua já foram encaminhadas à internação em 2019

Das internações, 25% são para moradores da cidade ou que estão aqui há mais de um ano e 75% são de migrantes

Publicado em

viaPMBC
- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

A Secretaria de Desenvolvimento e Inclusão Social, através da equipe de Abordagem Social, realizou na tarde de quarta-feira, 12.jun.2019, a centésima internação de dependentes químicos, no ano de 2019. Em 2018, foram realizadas 55 internações no total.

O coordenador da Casa de Passagem, Thiago Pacheco, comenta que as vagas para internação em comunidades terapêuticas não tem custo nenhum para o município. “Esses espaços são adquiridos com o envolvimento da sociedade civil organizada, que por meio de articulação da Secretaria de Desenvolvimento e Inclusão Social, conseguem doações para estas instituições, como roupas, material de higiene e de limpeza”, explica. As comunidades são em vários municípios, como Itapema, Camboriú, Brusque, Ilhota, Guabiruba, Ilhota, Gaspar, Penha, Piçarras, Joinville, Araquari, São Francisco do Sul, Palhoça e Imbituba.

Das internações, 25% são para moradores da cidade ou que estão aqui há mais de um ano e 75% são de migrantes. “Temos a oportunidade de realizar humanização destas pessoas, para que elas tenham a chance de recomeçar suas vidas de maneira digna e longe da dependência química. Não queremos tirar da rua e deixar de qualquer jeito. Queremos que estas pessoas tenham esperança e condições para que não voltem a situação de vulnerabilidade”, ponta a secretária de Desenvolvimento e Inclusão Social, Christina Barichello.

No mês de maio, as equipes da abordagem social realizaram 1200 atendimentos, através do número 156 ou das rondas preventivas por todas as ruas da cidade.

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

- Publicidade -