Vereador André Meirinho indica estudo do uso de ozônio para tratamento da água

Ozonização é utilizada em diversos países como Alemanha, Austrália e Vietnã

Publicado em

- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

Imagem ilustrativa

O Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) divulgou recentemente o resultado de análises realizadas na água do abastecimento público de 100 municípios do estado. Segundo o levantamento, 17 princípios ativos de agrotóxicos foram identificados, e destes, sete são proibidos na União Europeia porque podem provocar efeitos negativos na saúde humana.

A informação causou grande preocupação na sociedade e Balneário Camboriú foi um dos municípios contemplados com a análise, que detectou concentrações do poluente 2,4-D.

O vereador André Meirinho (PP) encaminhou uma Indicação ao prefeito municipal, sugerindo a realização de um estudo de viabilidade do uso de ozônio para complementar o processo de tratamento da água de abastecimento público realizado pela EMASA.

O parlamentar justifica que estudos indicam que o ozônio pode ser uma alternativa para melhor remoção dos agrotóxicos, pois possui propriedades que permitem eliminar bactérias, neutralizar odores, além de remover agrotóxicos e vestígios de outros poluentes tóxicos com maior eficiência.

A ozonização é utilizada em diversos países como Alemanha, Austrália e Vietnã.

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

- Publicidade -