Morre Arvelino Bini, ex-combatente homenageado por Bolsonaro no Gideões

Arvelino morreu duas semanas após presidente dizer que estava diante de um herói vivo

Publicado em

- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

Maior edifício da América Latina tem elevador residencial mais rápido do Brasil

Com capacidade de se deslocar seis metros por segundo, o elevador poderá percorrer em menos de um minuto os 81 andares do Yachthouse
Divulgação

Faleceu neste sábado, 18.maio.2019, aos 98 anos, por causas naturais, o ex-combatente da Força Expedicionária Brasileira (FEB), Arvelino Bini, que residia em Balneário Camboriú.

Catarinense de Rio do sul, Bini, que também foi cirurgião dentista, exercendo a profissão até os 90 anos de idade, atuou na segunda Guerra Mundial como integrante da FEB.

No dia 02, duas semanas antes de falecer, Arvelino foi homenageado pelo presidente da república, Jair Bolsonaro, durante a abertura oficial do congresso dos Gideões Missionários da Última Hora. Na ocasião, Bolsonaro declarou que “poucos tem a oportunidade de conhecer um herói vivo”, e que estava diante de um.

O ex-combatente deixa esposa, três filhos e sete netos. Seu corpo segue sendo velado no Crematório Vaticano. Às 10h deste domingo (19) haverá uma celebração de encomendação do corpo, com a despedida marcada para às 15h, no mesmo local.


COMENTE ABAIXO ⬇

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

Gincana interescolar de BC visa aumentar o aproveitamento do resíduo reciclável

As unidades escolares - Centros Educacionais e Núcleos Infantis, receberão semanalmente as tarefas a serem desenvolvidas
- Publicidade -