- PUBLICIDADE -

Emasa realiza testes para futuro abastecimento de água em Laranjeiras e Taquaras

A previsão é que os testes nas Praias de Laranjeiras e Taquaras sigam até junho e que o abastecimento inicie até o segundo semestre de 2019

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Camboriú Play recebe o youtuber Natan Por Aí nesta sexta-feira, 12

O podcast acontece ao vivo às 13h30, pelo canal do Camboriú Play no YouTube
Emasa realiza testes para futuro abastecimento de água em Laranjeiras e Taquaras
Divulgação

A Empresa Municipal de Água e Saneamento (Emasa) de Balneário Camboriú iniciou esta semana, os testes na rede de abastecimento de água das Praias de Laranjeiras e Taquaras. Os próximos passos do processo incluem: a limpeza do reservatório; novo abastecimento; a instalação dos descartes de rede e os testes pela rede; último abastecimento do reservatório; os testes de consumo (para conferir se a água está com os padrões de potabilidade legais); e a liberação da água para a população.

Após a ligação e regulagem do booster, que faz a água subir o morro e chegar até o limite para abastecer as residências, iniciaram os testes para identificar vazamentos na rede e no reservatório. Nesta quinta-feira (23), a equipe da Emasa realizou um teste de extravasamento do reservatório para depois esvaziá-lo para a limpeza. O reservatório que abastecerá os dois bairros tem capacidade de 511 m³ e é de aço vitrificado, material mais resistente à corrosão, semelhante ao que abastece o Estaleiro e Estaleirinho.

A previsão é que os testes nas Praias de Laranjeiras e Taquaras sigam até junho e que o abastecimento inicie até o segundo semestre de 2019. “As duas praias já poderiam estar recebendo o serviço, porém, tivemos alguns contratempos, como o furto de equipamentos que acabaram atrasando o início dos testes e a conclusão dos trabalhos”, explicou o diretor Geral da EMASA, Douglas Costa Beber. O abastecimento das Praias Agrestes atende uma reivindicação antiga dos moradores que residem na região, e iniciou em março deste ano pelo Estaleiro e em seguida a Emasa assumiu o abastecimento no Estaleirinho.

De acordo com o técnico de Edificação, Everson Clayton Tortato, é importante ressaltar que a água que chegar à população através de possíveis ligações irregulares que já estejam conectadas à rede de distribuição, não serve para consumo devido ao longo tempo de desuso das tubulações.

“Além da água liberada pela primeira vez na rede para a identificação e consertos de vazamentos, também foi necessário descartar a água suja na drenagem pluvial, para depois poder limpar o reservatório e deixá-lo pronto para o armazenamento”, completou Everson, dizendo que os moradores da região ao verificarem água nas vias, podem ficar tranquilos, pois trata-se da água descartada dos testes.


COMENTE ABAIXO ⬇

Telegram: participe do canal do Click Camboriú

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de Balneário Camboriú e região em seu e-mail.

⚠ Confirme na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Como a cannabis medicinal tem ajudado famosos e não famosos

A Huniq, empresa de cannabis medicinal instalada em Itajaí, é responsável pelo tratamento das quatro histórias apresentadas nessa reportagem
- PUBLICIDADE -