Click Camboriú Notícias Audiência pública sobre Hospital Ruth Cardoso tem grande participação popular

Audiência pública sobre Hospital Ruth Cardoso tem grande participação popular

Dos prefeitos das cidades vizinhas convidados à audiência, apenas o de Camboriú se fez presente

🕗 Publicado

em

- Publicidade -

NEWSLETTER

Receba diariamente nossas notícias por e-mail.

FOTO: Charles Camargo

A audiência pública sobre a gestão do Hospital Municipal Ruth Cardoso (HMRC) levou dezenas de cidadãos ao plenário Vereador Walter Eilers, da Câmara de Vereadores de Balneário Camboriú, na noite desta segunda-feira, 13.maio.2019.

O evento foi organizado pela Comissão de Educação e Cultura, Saúde e Assistência Social do Legislativo, e promoveu o debate acerca das demandas enfrentadas, dos atendimentos e do custeio mensal do hospital, além das ações possíveis para se alcançar melhorias na gestão da unidade de saúde.

Após a abertura oficial da audiência, o secretário-executivo da AMFRI (Associação dos Municípios da Foz do Rio Itajaí), Célio Bernardino, falou brevemente sobre a auditoria de diagnóstico feita no hospital por uma empresa contratada pela entidade, cujo relatório deve ser entregue nos próximos dez dias. A auditoria analisou todo processo de gestão do hospital, como o número de atendimentos feitos, quanto cada atendimento custa ao Município, quais cidades utilizam mais os serviços da unidade de saúde, as eventuais falhas internas de gestão do HMRC, e aponta as melhorias necessárias.

Números do Hospital Ruth Cardoso

Em seguida, a secretária de Saúde de Balneário Camboriú, Andressa Hadad, apresentou alguns números do hospital, como atendimentos realizados e custos para o município.

O HMRC tem 137 leitos e 740 profissionais, entre corpo médico e técnico. Em todo ano de 2018, o Pronto Socorro fez 83.558 atendimentos, e nos primeiros quatro meses de 2019, 33.807. Entre os atendimentos do Pronto Socorro, 61% são de pacientes de Balneário Camboriú, 23% de Camboriú, 6,6% de Itapema e o restante dos demais municípios da AMFRI. O custo mensal médio da unidade de saúde à prefeitura de Balneário Camboriú é de R$ 5,5 milhões.

Diante deste cenário, segundo a secretária, algumas ações vêm sendo pensadas pela prefeitura. Uma das principais é um novo formato de gestão, através de Parcerias Público-Privadas (PPP). “Com a gestão por PPP, vamos conseguir fazer investimentos no hospital, como aumento de leitos, por exemplo. Estamos agora na fase de avaliação do projeto para colocação dele para concurso de leilão, e, assim, termos uma empresa interessada que venha a ser a parceira público-privada para fazer com que esse processo seja colocado em prática”, afirma Andressa Hadad.

A secretária também falou sobre a necessidade de repactuação dos atendimentos do HMRC: “É uma discussão do perfil do nosso hospital, do que temos condições de ofertar para a microrregião, porque temos que lembrar que o Ruth Cardoso é um hospital municipal, e não regional. Precisamos discutir todo esse processo de pactuações feitas, de cirurgias a serem realizadas, quais são os números de nossas equipes, como está a questão do faturamento desses atendimentos. Então essa é a discussão: o que o Ruth Cardoso passará a executar, qual perfil terá a partir dessa repactuação que está sendo buscada”.

Após a explanação de Andressa Hadad, a palavra foi aberta ao público, que fez perguntas, respondidas pela secretária e outras autoridades presentes.

Camboriú

Dos prefeitos das cidades vizinhas convidados à audiência, apenas o de Camboriú se fez presente. Elcio Kuhnen destaca, em relação ao grande volume de pacientes do município vizinho que procura o HMRC, que dobrou o número de plantonistas do hospital de Camboriú: “Agora são dois plantonistas no Pronto Socorro 24h, para também diminuir a vinda desses pacientes não só ao Ruth Cardoso, como ao PA (Pronto Atendimento) da Barra. Houve uma diminuição, mas não tão significativa, até porque nossa população utiliza mais o SUS, em termos de índice populacional, do que a de Balneário Camboriú. Dos nossos 90 mil habitantes, cerca de 70 mil são usuários do Sistema Único de Saúde. Diante disso, e devido à proximidade com o Ruth Cardoso, é natural que essa procura aconteça”.

Avaliação e presenças

O presidente Comissão de Educação e Cultura, Saúde e Assistência Social da Câmara de Balneário Camboriú, Joceli Nazari (PPS), avaliou a audiência como muito positiva, ressaltando os números apresentados pela secretária de Saúde acerca do hospital. “Pudemos conhecer os dados de atendimentos do HMRC e o quanto o Município vem investindo para mantê-lo aberto. Sabemos que o Estado está omisso, e ficou claro na audiência que temos que cobrar uma atitude do Estado, que ele venha ajudar a custear o Hospital Municipal Ruth Cardoso”.

Estiveram presentes ao evento, além dos já citados, o deputado estadual Ivan Naatz (PV); o prefeito em exercício de Balneário Camboriú, Carlos Humberto Metzner Silva; o presidente da Câmara de Vereadores de Balneário Camboriú, Omar Tomalih; os integrantes da Comissão de Educação e Cultura, Saúde e Assistência Social da Câmara, vereadores Arlindo Cruz (MDB) e Gelson Rodrigues (PSB); o presidente da FEHOESC (Federação das Santas Casas, Hospitais e Entidades Filantrópicas do Estado de Santa Catarina), Adriano Ribeiro; secretários municipais, vereadores, gestores e colaboradores do Hospital Municipal Ruth Cardoso e comunidade interessada.


COMENTE ABAIXO ⬇
- Publicidade -

ESPECIAL

4º Balneário Beer Week traz cultura cervejeira ao Balneário Shopping

De 23 e 26 de maio, o 4º Balneário Beer Week trará uma programação especial envolvendo cervejarias da região, música e outras atrações ao Balneário Shopping

Balneário Shopping apresenta BS Hall para mercado de eventos

O BS Hall já é o endereço consagrado de eventos que levam a marca do Balneário Shopping

Cinematerna exibe “De Pernas Para o Ar 3” e traz bate-papo sobre Maternidade Mais...

O terceiro filme da série “De Pernas Para o Ar” será a atração do Cinematerna desta quarta-feira, 8 de maio, no Balneário Shopping
Publicidade