Milena Linhares/ Divulgação

A Empresa Municipal de Água e Saneamento (EMASA), começou no mês de fevereiro a atualização dos dados cadastrais dos consumidores. Nesta sexta-feira, 22.fev.2019, durante o recadastramento nas ruas Porto Rico e Mauritânia no Bairro das Nações, a equipe identificou 10 imóveis com ligações clandestinas de água.

De acordo com o gerente Comercial e Financeiro da Emasa, Leonel Seara, esses imóveis foram autuados e tiveram o corte de água. “Os imóveis que foram autuados tinham ligações na rede de água da Emasa sem nenhuma matrícula cadastrada ou pagamento pelo serviço. Essas ligações foram feitas de forma clandestina, sem nenhum paracer da Autarquia” explicou Leonel.

Também foram canceladas as saídas de rede de água que ficam nas ruas, mas ainda não eram utilizadas pelos consumidores. Foram 40 cancelamentos nas ruas Mauritânia e Porto Rico.

Os consumidores que tiverem ligações cortadas ou canceladas devem procurar a sede da Emasa, localizada na 4ª Avenida, 250, no Centro, para fazer o pedido regular de ligação de água. A solicitação deverá ser feita pelo proprietário. Caso não seja o proprietário, é necessária autorização assinada ou procuração específica (autorização deve ser retirada junto ao balcão de atendimento). Prazo para ligação é de 5 dias úteis.

Outros documentos necessários para o pedido: 
• Certidão Simples do Imóvel (extrato da matrícula atualizado) emitido pelo registro de imóveis municipal, com no máximo 30 dias de validade (obrigatório);
• Via original e cópia da escritura ou contrato de compra e venda do imóvel;
• RG e CPF do proprietário, original e cópia.


Sobre o Recadastramento

Para melhorar o atendimento e a prestação de serviços à comunidade, a EMASA começou no mês de fevereiro, a atualizar os dados cadastrais dos consumidores. O recadrastramento é referente ao abastecimento de água, serviço prestado pela Autarquia desde outubro de 2005. Na visita, são verificados os números de saídas de água (torneiras, descargas, chuveiros), a situação da edificação (condomínio, casa, lote vago), os tipos de fontes, as categorias de unidade (comercial, residencial, público) e os tipos de pavimentação e de passeios. Todos os bairros terão a visita de uma equipe para o recadastramento.

30 pessoas foram para Urubici, trabalhar em colheita de lavouras, e cinco para Tijucas onde estão trabalhando em uma olaria.

Posted by Click Camboriú on Thursday, February 21, 2019


COMENTE ABAIXO ⬇

resposta(s) publicada(s). (Obs.Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site)