- PUBLICIDADE -

Desvios de água feitos por rizicultores é uma das causas do baixo nível do Rio Camboriú

Dois desvios grandes feitos por produtores de arroz, foram encontrados e imediatamente fechados

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Trader Jader Nogueira exibe ganhos milionários e contraria matéria do Fantástico

Publicação na rede social do influenciador viralizou e pessoas se identificaram
barragens do Rio Camboriú
Divulgação

A Emasa e a Secretaria de Segurança iniciaram nesta quinta-feira (13), o monitoramento diário com auxílio de drone, para identificar possíveis barragens e desvios de água do rio para as riziculturas. Foram encontrados dois desvios grandes feitos por rizicultores, que foram imediatamente fechados. A ação iniciou depois de suspeitas, já que o nível do Rio Camboriú está muito baixo agravado pela falta de chuva na região.

Dentro do Plano de Ação estabelecido em conjunto pela Emasa, Prefeitura de Camboriú, Concessionária Águas de Camboriú, Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri), Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Camboriú (SITRUC), Defesa Civil do Município e Comitê do Rio Camboriú estava o acordo da liberação das barragens pelos rizicultores.

“Alguns rizicultores descumpriram o acordo de abertura de barragens e fechamento de desvios. Isso é um ato criminoso, pois eles sabem que o Rio Camboriú está agonizando, com 60 cm abaixo do limite normal para captação”, disse os diretor-geral da Emasa, Douglas Costa Beber.

Ainda conforme o diretor da EMASA, serão tomadas medidas judiciais. “Já encaminhei as imagens à Polícia Ambiental e ao Ministério Público. Os vídeos comprovam que está sendo desviada água do Rio em vários pontos”, completou.

Na última quarta-feira (12), Balneário Camboriú decretou estado de atenção devido a situação do Rio Camboriú. Com o decreto, pessoas que estiverem desperdiçando água podem ser notificadas pela Emasa e fiscais de posturas. A população também pode ajudar a fiscalizar desperdícios de água denunciando para a Emasa pelo 0800 643 6272 e no Whatsapp (47) 3261-0000. Os fiscais de postura também recebem denúncias pelo (47) 99232-0187

Além dessas ações, os chuveirinhos da Praia Central estão com os registros fechados até que a situação do Rio normalize. A EMASA solicita a população que nesse momento economize água e use apenas para o consumo essencial.

Confira algumas dicas:

– Verifique vazamentos em canos e não deixe torneiras pingando. Um gotejamento simples, pode gastar cerca de 45 litros de água por dia.

-Deixe pratos e talheres de molho antes de lavá-los.

– Feche a torneira quando estiver escovando os dentes ou fazendo a barba. Só abra quando for usar. Uma torneira aberta por cinco minutos desperdiça 80 litros de água.

– Evite lavar garagens e calçadas neste período. Uma mangueira aberta por 30 minutos libera cerca de 560 litros de água.

– Não tome banhos demorados, cinco minutos são suficientes. Uma ducha durante 15 minutos consome 135 litros de água.

– Antes de lavar pratos e panelas, limpe os restos de comida com uma escova ou esponja e jogue no lixo.


COMENTE ABAIXO ⬇

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

UniAvan promove plantão de matrículas neste sábado com desconto exclusivo

Novos alunos ganharão desconto de 20% na primeira mensalidade de cursos presenciais; Quem optar por graduação EAD começa a pagar só em julho de 2021
- PUBLICIDADE -
Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.